Entrevista do visto americano: dicas para você se preparar

Google+ Pinterest +

 Entrevista do Visto - topo post

Muitas pessoas perdem noites de sono pensando em como será a entrevista do visto americano. Realmente não é um momento tranquilo, afinal, ser avaliado nunca é bom. Fora que, em geral, estamos na maior expectativa de fazer aquela viagem sonhada aos “states” e só de pensar de levar um não, já bate aquela tristeza! Eu admito que sofri muito antes de tirar o meu… ficava imaginando como ia ser, ensaiava possíveis respostas na minha cabeça, me perguntava se qualquer detalhezinho poderia me prejudicar.

Aqui no blog sempre falo que “quem não deve não teme”, que precisam ficar calmos e tudo mais, mas eu sei que é complicado, pois já passei por isso. Pensando nisso, vou dar algumas dicas que podem ajudar no processo. Essas dicas são baseadas na minha própria experiência e na experiência de pessoas próximas a mim.

Se ainda não chegou na fase da entrevista e tem mil pontos de interrogação na sua cabeça, clique aqui para ver o post em que respondo as principais dúvidas sobre o processo de solicitação do visto de turismo para os EUA.

Importante: Nada do que falo aqui é para assustar e sim para te preparar. Quem conseguiu o visto fácil, pode achar exagero se preocupar com a entrevista. Eu acho que não há exagero nenhum, pois a minha entrevista foi TEN-SA e eu queria muito, na época, ter tido alguém para me orientar. É sempre melhor estar preparado pro pior e ser tudo muito tranquilo, do que ir achando que será fácil e ser surpreendido com um interrogatório sem fim! 😉

Importante 2: Não sou especialista em vistos e não sei dizer ao certo o que faz ou não alguém ter o visto aprovado. Acho que ninguém sabe. Aqui, tento apenas ajudar à aumentar suas chances com dicas simples que todos podem seguir.

Orientações para a entrevista do visto

O básico pré-entrevista

  • Preencha corretamente, somente com informações verdadeiras e com muita atenção o formulário DS-160. O formulário representa grande parte da decisão sobre seu visto ser ou não concedido. Se tiver dados incoerentes você provavelmente será questionado sobre isso na entrevista.
  • No dia da entrevista chegue com uns 15 minutos de antecedência, pois chegar em cima da hora já é motivo pra ficar nervoso, né? Então chegue com calma, vá pra fila e aguarde sua vez de entrar no Consulado/Embaixada.
  • Não leve nada eletrônico, inclusive celular, pois você não poderá entrar com nada disso. Também não vá com bolsas grandes.
  • Leve todos os documentos que possam provar o que colocou no DS-160 de forma organizada numa pastinha, assim, se pedirem alguma coisa, você não ficará horas procurando o que precisa.

Vai viajar em família? Então façam a entrevista do visto juntos!

Vou dar como exemplo o meu caso. Quando pensei em tirar o meu, eu estava sem passaporte. Como meu marido já tinha o dele, deu entrada no visto sozinho e conseguiu sem problemas. Já eu quase tive o visto negado. O agente consular disse com todas as letras: “você deveria ter marcado a entrevista junto com seu marido”. Ou seja, ele quis dizer que se estivéssemos juntos, ele não teria feito as milhares de perguntas que me fez para finalmente liberar o meu visto. Se, por exemplo, você não tem uma renda tão legal, mas seu marido/esposa, pai/mãe tem condições melhores, com todos fazendo a entrevista juntos, suas chances aumentam consideravelmente.

O que você vai vestir no dia da entrevista?

Pois é, você deve sim ir bem vestido. Não precisa colocar uma roupa super social, mas please, não vá descabelada(o), com roupas muitos simplesinhas, tipo short/bermuda, camiseta e chinelo e para as meninas, nada de muita maquiagem ou acessórios. Não custa nada se arrumar um pouquinho para causar uma boa impressão. Se não ajudar pelo menos não vai prejudicar. 😉

Não minta!

Algumas pessoas pensam em contar umas mentirinhas, mesmo que inofensivas, pra melhorar suas chances de conseguir o visto, mas isso costuma ser um problema por 2 motivos: primeiro que dependendo da mentira eles podem descobrir e aí, tchau visto! Depois que, a maioria das pessoas quando mente, tende a desviar o olhar, gaguejar, mudar o tom de voz ou coisas do tipo e os agentes consulares sabem muito bem ler o comportamento das pessoas. #ficaadica

Nunca fale algo que não tenha sido perguntado

Já soube de casos em que a pessoa falou além do que foi perguntado e aí o que aconteceu? Se enrolou, falou o que não devia e acabou se prejudicando. Na maioria das vezes, as perguntas feitas pelo agente consular são totalmente objetivas, então limite-se a responder o que seu entrevistador perguntou também de forma objetiva. Caso o agente consular peça mais detalhes sobre alguma coisa, aí sim você pode se estender um pouco mais, mas somente se houver necessidade.

Além de ser direto nas respostas, é importante responder de forma firme, olhando nos olhos do entrevistador. Isso passa sinceridade, segurança, mostra que você não tem o que esconder. Acredite, isso conta muitos pontos à seu favor, mesmo que sua condição não seja das melhores.

Não mostre documentos que não tenham sido pedidos

Seguindo a mesma linha de raciocínio, não há motivos para mostrar algo que não tenha sido solicitado. Não adianta sair mostrando documentos para provar o que está falando. O agente consular só vai pedir aquilo que ele julgar necessário.

Ah, pode ser que não te peçam nenhum documento durante a entrevista, mas mesmo assim você deve sempre levar tudo que tiver para comprovar sua condição financeira e vínculos com o Brasil.

Não fale nada diferente do que colocou no formulário

Não podem haver inconsistências entre o que colocou no formulário e o que vai falar na entrevista. Acredito que este seja um dos principais motivos de vistos negados. Tenha em mente que a entrevista é bem rápida, dura em média 5 minutos, então não há margem para erros.

Se o agente consular fica com alguma dúvida ou não entende algo, ele vai negar seu visto. Suas respostas na entrevista devem ser totalmente compatíveis com o que colocou no DS-160. Se alguma coisa mudar antes da entrevista, faça um novo formulário e remarque sua visita ao Consulado/Embaixada, se necessário.

Não seja engraçadinho ou simpaticão demais

Se você gosta de puxar uma conversa, ser muito simpático ou fazer piadinhas, pelo menos no dia da entrevista do visto, não seja essa pessoa. 😉

Há agentes consulares que são simpáticos e podem até falar alguma bobagenzinha pra descontrair, nesse caso, você até pode se soltar um pouco (eu disse, só um pouco), mas em geral, os entrevistadores são bem sérios e não gostam de qualquer coisa que possa soar como falta de respeito.

Limite-se a ser educado, dê bom dia/boa tarde/boa noite, responda o que for perguntado e só. Simples assim!

Não seja negativo nas suas respostas

Com isso quero dizer que, algumas vezes, a forma que falamos algo pode ser prejudicial. Um exemplo bobo (porque não pensei em outro melhor… rs):

Qual o seu salário? Eu ganho mil reais (e faz uma uma carinha triste, querendo dizer… eu ganho tão pouco). 🙁

Pra que esse “só”? Não chame atenção para aquilo que considera desfavorável. Na verdade, não responda nada imaginando que suas condições não são boas. Se acha que realmente não tem condições de conseguir o visto, nem tente! Se decidiu tentar, responda todas as perguntas normalmente, você não deve nada à ninguém. E outra, ninguém sabe o que define a decisão sobre quem terá ou não o visto aprovado, então deixe seu pessimismo em casa. Você vai lá pra conseguir o visto, se não der, não deu, mas que isso não aconteça devido à sua atitude negativa.

Prepare-se para decifrar o português do seu entrevistador (em alguns casos)

Muitos dos agentes falam um português tão carregado de inglês que pode ser difícil de entender. Estou falando isso porque aconteceu comigo. Eu mal entendia meu entrevistador e, em muitos momentos, eu precisei pedir para ele repetir a pergunta. Chegou à um ponto que ele estava ficando aparentemente irritado comigo, mas como eu poderia responder algo que eu não entendi, certo?

Concentre-se na sua entrevista

A sua entrevista acontecerá ao mesmo tempo da de outras pessoas. Você fica de pé na frente do agente consular, separado dele por um vidro e ao seu lado haverão outras pessoas fazendo o mesmo. É um blá blá blá geral e isso somado ao fato do seu entrevistador falar (possivelmente) aquele português enrolado e ao seu nervosismo. Por isso você precisa estar focado e prestar muita atenção nas perguntas. Não fique olhando para os lados e não tente ouvir o que os outros estão falando.

Fique calmo (ou pelo menos pareça calmo)

Não fique se mexendo muito, tipo dançando ou gesticulando. Nervosismo pode ser entendido como sinal de que você está escondendo ou manipulando alguma informação. Se você só quer viajar para os EUA pra se divertir, comprar, passear, o que você tem a temer?

Eu sei que não é fácil controlar os nervos, eu  mesma sou uma das pessoas mais tensas da vida, mas é importante tentar se controlar e manter a calma. Limpe sua mente, respira fundo e vai!

As perguntas mais comuns na entrevista do visto

  • Quantos anos tem?
  • Onde trabalha e o que faz?
  • Quanto ganha?
  • Se mora com os pais: O que seus pais fazem?
  • Tem bens em seu nome?
  • Tem algum parente nos EUA?
  • Já viajou para os EUA?
  • Já viajou para outros países?
  • Para onde quer ir nos EUA?
  • Qual o propósito da viagem?
  • Com quem vai?
  • As pessoas que vão com você já tem o visto?
  • Quem vai pagar pela viagem?
  • Se não é você que pagará pela viagem, podem perguntar sobre o pagante: onde trabalha, grau de parentesco…

Pensamento positivo nunca é demais!

Quando você chega na entrevista do visto, já enviou o formulário com todas as suas informações, já pagou uma taxa super cara e deve estar com todos os documentos que comprovem tudo que preencheu no formulário (pelo menos deveria levar tudo). O formulário, como falei anteriormente, meio que já define se você vai ser aprovado ou não. Na entrevista eles só confirmam isso, portanto, não tem o que fazer, é responder o que te perguntarem e fazer pensamento positivo pra dar tudo certo.

Boa sorte à todos vocês que estão tentando o visto e espero que as dicas tenham ajudado! 🙂

Ficou com alguma dúvida? Deixa um comentário abaixo!

Compartilhe.

148 Comentários

  1. Olá Fernanda, adorei seu site!! Obrigada pelas dicas, realmente você faz a diferença! (é muito bom ter uma orientação antes e compartilhar experiências!)
    Bom, vamos lá! rs
    Eu e meu marido fizemos a DS160 (inclusive o dele teve mais perguntas que o meu não sei se é normal – viagens/estudo/trabalhos anteriores) mas na hora de pagar a taxa e agendar fizemos em computadores diferentes e acabamos agendando no mesmo dia mas com 20min de diferença entre os horários (ex: 9h40 meu e ele 10h) Posso pedir para nos colocarmos juntos nos dias (casv e entrevista) ou melhor reagendar e clicar no ‘incluir/agendar para mais uma pessoa’?
    Obrigada!!! 🙂
    Erica

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Erica. Que bom que curtiu! Obrigada a você pela visita e pela confiança! 🙂
      O formulário dos homens tem mais perguntas mesmo. rs
      O que deviam ter feito é cadastrar um de vocês na página de pagamento/agendamento e clicar em “adicionar solicitante” para então cadastrar o outro. Dessa forma, seus cadastros seriam unidos e vocês pagariam a taxa e agendariam o comparecimento ao CASV e Consulado ao mesmo tempo. Não sei se ainda conseguem unir os cadastros de vocês, já que ambos já foram finalizados, mas não tem problema. Quando chegarem no CASV/Consulado, peçam para fazerem o atendimento juntos. Dificilmente vão negar, até porque será vantajoso para eles fazer a entrevista dos dois de uma vez só.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  2. Larissa em

    Oi Fernanda! Parabéns pelo blog e pela dedicação com seus leitores, estou encantada com seu capricho! Minhas dúvidas são as seguintes:
    1. Apenas o meu marido trabalha com carteira assinada, eu sou formada em direito, e por enquanto estou apenas estudando para concursos. Só ele declara imposto de renda, eu sou dependente, Isso é um ponto negativo para conseguir o visto?
    2. Nosso único bem em nome próprio é um carro, também no nome do meu marido. Isso também é algo negativo?
    3. Nossa renda é de 6000, mas apenas 3.500 registrados na carteira, o restante ele recebe como auxilio moradia, como colocar isso no DS-160?
    4. vi que vc indicou em uma das respostas o site https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/visa-information-resources/wait-times.html# ele é para verificar quando tem data disponível pra agendar entrevista?

    Obrigada!

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Larissa. Obrigada! Fico feliz em poder ajudar. Obrigada pela sua visita e pela confiança. 🙂
      1) Não é necessariamente um ponto negativo. Se o emprego do seu marido for considerado sólido (boa empresa, bom salário, bom tempo de contratação etc) e a renda dele for considerada suficiente para os dois, o fato de você não estar trabalhando não deverá ser um problema. Essa avaliação depende do que o oficial consular vai interpretar a partir de todos os dados que vocês fornecerem.
      2) O bem está no nome do seu marido, mas não deixa de ser seu também, né? Como você é dependente dele e ele deverá ser o pagante da sua viagem, isso não terá influência.
      3) Você pode ou não mencionar isso no DS-160, pois se na hora da entrevista pedirem para ver comprovante de renda, basta apresentar contra-cheque + algum comprovante do recebimento desse auxílio moradia e aí ele explica a situação. Se preferirem declarar no DS-160, não há uma regra de como fazer. Ele pode, por exemplo, colocar os dados do emprego dele e o valor total que ele recebe no campo apropriado e, no campo “Briefly describe your duties”, ele descreve o que faz e explica a divisão do salário dele de forma simples, tipo “rendimento composto de X de salário + X de auxílio moradia.
      4) Esse site mostra o tempo mínimo, em dias corridos, para conseguir agendar uma entrevista em cada Consulado ou na Embaixada. É só entrar e digitar a cidade que deseja ver. Também dava para ver o tempo médio de processamento do visto em dias úteis, ou seja, tempo em que o passaporte é liberado já com o visto impresso, após ter sido aprovado, mas eles modificaram o site e essa informação não está disponível.
      Boa sorte para vocês!
      Bjs,
      Fernanda

  3. Olá! Estou preenchendo o formulário pra eu e meu marido irmos nas minhas férias em maio para NY. Sou registrada há 6 anos, e ele é autônomo. É ex atleta e dá aulas particulares de MMA e faz segurança em uma clinica, isso tudo sem carteira assinada. Temos imóvel financiado, e já pagamos há 10 anos, Ainda temos mais 10 para quitar. Temos filhos em escola particular. Ele já viajou para San Francisco e ficou por la 6 meses quando tinha 20 anos, entrou e saiu legalmente dentro do prazo. Minhas duvidas: Como colocar as atividades profissionais que ele exerce; não somos casados, e quando precisamos fazemos no cartório uma declaração de união estavel , levamos uma declaração dessa? Vamos ficar na casa de uma amigo que esta com processo de greencard, melhor não informar e dizer que ainda iremos ver hotel?! Nossa despesa está sendo paga por nós, juntamos dinheiro para uma cirurgia de prótese no quadril onde tivemos que arcar com uma parte e o plano rembolsou!!!! Como as minhas ferias levarei o suficiente para ficarmos lá, sem cartão de crédito atrapalha? Temos 2 filhos, uma rapaz de 18 anos e uma menina de 11 anos. Gostei muito de como ajuda as pessoas.
    É muita ansiedade e é o meu sonho de férias!! Já agradeço. Beijinhos!

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Jamile. Tudo bem?
      Seu marido pode colocar como ocupação principal o emprego que paga melhor e no campo “Briefly describe your duties” (ao final da página sobre emprego do DS-160) ele pode mencionar o outro trabalho e o valor que recebe. Se ele não tem carteira assinada, deverá levar na entrevista algo que comprove seus vínculos empregatícios como recibos de pagamento, extrato bancário dos últimos meses, onde apareçam os depósitos dos salários ou o que ele tiver para comprovar.
      O fato do imóvel não estar quitado não tem muito problema, podem levar o documento na entrevista. Dificilmente pedirão para ver, mas é sempre bom levar toda a documentação possível.
      Se não tiverem união estável registrado em cartório, podem colocar no formulário “domestic partnership” no campo sobre estado civil. Já se fizerem o documento de união estável, coloquem “common law marriage” no formulário e levem o documento na entrevista.
      Quanto à essa questão do local de hospedagem, não faz muita diferença, podem colocar o nome de um hotel qualquer. Os planos de viagem não precisam estar definidos no momento da solicitação do visto, portanto, essas informações podem ser apenas estimadas.
      Não tem problema não ter cartão de crédito… nem vão perguntar sobre isso.
      Acho que respondi tudo. Se ficou mais alguma dúvida é só mandar.
      Bjs e boa sorte!

      • Muito Obrigada! Preenchi o meu e agora vou partir para o dele! Se surgir outras dúvidas dou um griito.. .hahaha 😉😘

          • Olá…eu aqui de novo. Já fiz o preenchimento do formulário, tudo certo, agora só esperar o grande dia. Agora estou pensando na imigração. Tem alguma dica, pois vou ficar na casa de amigo, como já havia dito,que está em processo de Green card, mas não posso ainda mencionar ele.Terei que fazer reserva em hotel…o que me aconselharia….Agradeço desde já.
            Abraços…

            • Fernanda Knopp em

              Oi, Jamile. Tudo bem?
              Se preocupe com o visto, a imigração é bem mais tranquila. Dificilmente na imigração vão querer saber onde ficará. Quer dizer, você terá sim que informar seu endereço de hospedagem no formulário de entrada, mas dificilmente precisará dizer se trata-se de um hotel ou casa de alguém e, mesmo se precisar especificar que é a casa de um amigo, só entrarão em detalhes em relação à isso se desconfiarem muuuuito de você. Eu acho que será tranquilo. Agora, fica à seu critério… se preferir, faça a reserva em algum hotel da cidade e leve o comprovante.
              Bjs!

  4. Gabryel de Freitas Soares em

    Olá, boa tarde! Adorei as dicas.
    Eu tenho uma dúvida e não sei se vai saber me responder. Eu e minha namorada estamos planejamento fazer uma viagem para o EUA, nenhum de nós temos visto. Eu queria saber se na hora da entrevista podemos fazer juntos? ou se tiver uma dica para dar, por favor, ajude!

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Gabryel. Tudo bem?
      Que bom que curtiu as dicas! 🙂
      Podem marcar a entrevista do visto juntos sim. Dificilmente irão separar vocês, até porque para eles é vantagem que façam juntos, já que economiza o tempo deles. rs
      As dicas gerais que posso te dar são: preencher o DS-160 com o máximo cuidado e, na entrevista, levar todos os documentos que comprovem renda, bens e outros vínculos com o Brasil e responder as perguntas do oficial consular de forma direta e objetiva.
      Boa sorte para vocês!
      Bjs,
      Fernanda

  5. Tatiane em

    Ola Fernanda, to tao nervosa, percebi um erro no meu DS160. coloquei na minha profissão, profissão legal, sendo que depois li que é apenas para juizes e advogados, sou administradora acha que terei algum problema???

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Tatiane! Calma!
      Não é um erro tão grave, que chegaria a te prejudicar, mas o ideal é fazer tudo direitinho, então, se você já agendou sua entrevista, faça o seguinte: preencha um novo DS-160 e imprima a página de confirmação. No dia que for ao CASV, informe que você tem um novo formulário. Lá na hora mesmo eles substituem o código do formulário anterior pelo novo.
      Vai dar tudo certo!
      Bjs,
      Fernanda

  6. Cleonice Silva em

    Oi Fernanda, adorei as suas dicas!
    Pretendo tirar o visto pela primeira vez! Quero ir para Orlando.
    Minhas dúvidas no preenchimento da DS160, são:
    1- Sou aposentada pela iniciativa privada a 23 anos, mais trabalhei em algumas empresas depois de aposentar , a ultima foi de 2008 ate 2012, preciso informar no formulário?
    2 – Tenho problema auditivo , preciso informar minha deficiência na parte que questiona doenças? Na entrevista do CASV e do Consulado, posso levar uma pessoa para me auxiliar no entendimento das perguntas do Consul?
    3 – Vou viajar com uma amiga e o filho dela, ambos já tem o visto, Eles precisam me acompanhar na entrevista do Consulado?
    Obrigada.
    Abraços!

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Cleonice. Tudo bem? Que bom que curtiu as dicas! 🙂
      Vamos às respostas:
      1) Se no momento você não está trabalhando e é aposentada, deve selecionar “retired” em “Primary Ocupation” e, na próxima página, onde pergunta se já esteve empregada, marcar que sim e colocar suas últimas experiências profissionais. Acho relevante colocar os últimos empregos sim, mesmo que tenham sido após a aposentadoria. Dá pra colocar os últimos 2 empregos, se não me engano. Se achar que não deve colocar estes, coloque seus últimos empregos antes da aposentadoria, mas eu não vejo motivos para não mencionar os empregos mais recentes.
      2) No formulário pergunta apenas sobre doenças contagiosas, portanto, não é o seu caso. Eles permitem sim a entrada de acompanhantes para pessoas com deficiência, mas você deve entrar em contato com o Consulado onde fará seu processo para se informar de como proceder. Digo isso, porque como não é uma deficiência visível, podem querer barrar seu acompanhante na porta, portanto, o ideal é saber direitinho como funciona isso para não ter problemas no dia.
      3) Não devem e nem podem te acompanhar. Quer dizer, você provavelmente terá direito a um acompanhante, mas não precisa ser essa sua amiga, pois o acompanhante será apenas para te ajudar em relação ao seu problema auditivo. O que você deve fazer é levar a cópia do visto e de carimbos de entrada nos EUA dos seus companheiros de viagem.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  7. Adriana em

    Ola. Gostei muito das dicas
    Eu e meu esposo vamos tentar o visto de turista em Abril. Tenho dúvidas quanto a nossa renda. Ele é porteiro e tem a 4 anos na mesma empresa e ganha R$1600,00 e eu sou aux administrativo e ganho R$1300,00 tenho 1 ano na empresa e faço faculdade pedagogia no segundo período. Gostaria de saber quais nossas chances na sua opinião. Estamos planejando a viagem desde 2015. Temos o valor que juntamos para a viagem na poupança e planejamos ficar lá (disney)mais ou menos 8 dias. Desde já agradeço.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Adriana. Que bom que curtiu as dicas! Fico feliz! 🙂
      É muito mais importante comprovar vínculos com o Brasil do que ter uma renda alta. O problema é que vínculo é algo um tanto quanto relativo e depende totalmente da avaliação do oficial consular de todos os dados que colocarem no formulário e falarem na entrevista. O fato de trabalharem há um bom tempo no mesmo local conta pontos positivos, mas caberá a eles decidir se isso é suficiente.
      Pela minha experiência e baseada nos dados que você passou, acredito que vocês tem chances, porém, não deverá ser tão fácil. A entrevista deve ser decisiva no caso de vocês, portanto, estejam com toda documentação que comprove sua situação (renda, vínculos) e procurem responder as perguntas com muita segurança e de forma objetiva.
      Desejo boa sorte pra vocês!
      Bjs,
      Fernanda

  8. Vou viajar para a Disney com um grupo grande, meu irmão, minha cunhada, minha sobrinha de 7 anos e um casal de amigos que já foi para lá diversas vezes e todos nós vamos dividir os custos da viagem.
    Meu irmão e minha cunhada também ainda não tem visto e gostaríamos de fazer todo o processo juntos nós 3. Tem como nós todos fazermos a entrevistas juntos? Como devo proceder?

    Ganho cerca de 1,700 reais e trabalho registrada a quase 4 anos.
    Como nós vamos dividir as despesas o que devo colocar no formulário?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Tais. Tudo bem?
      Podem fazer juntos sim. Basta cada um preencher e enviar um DS-160 e depois, no site onde é feito o pagamento da taxa e agendamento da entrevista, fazer o cadastro de um e ao final selecionar “adicionar solicitante” para cadastrar o segundo e depois fazer o mesmo processo para cadastrar o terceiro solicitante. Assim, pagarão a taxa e farão o agendamentos de todos de uma vez.
      Se vão dividir as despesas, o correto é cada um informar que pagará pela própria viagem, o que acaba dando no mesmo. Não tem como colocar nada além disso, pois não há campos para explicar. Eles saberão que vão viajar juntos, pois há campos específicos para informar isso.
      Boa sorte pra vocês! 🙂
      Bjs,
      Fernanda

  9. Boa tarde, minha esposa e eu temos o visto de turismo, fiquei 4 meses nos estados unidos, na casa de minha irmã, eles me deram permissão para ficar 6 meses, tem 5 meses que voltei, quero tirar os visto dos meus 2 filhos 1 de 12 anos e outro de 6 anos, como vou saber se eles precisando de ir na entrevista, sera que vão ter que ir na entrevista???

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Pedro. Tudo bem?
      Como seus filhos tem menos de 14 anos, o esperado é que a entrevista não seja necessária. No momento que você levar a documentação deles ao CASV saberá se haverá necessidade de fazer mais alguma coisa. É incomum, mas pode acontecer também de solicitarem documentos extras ou mesmo uma entrevista após a visita ao CASV, se o processo deles cair em alguma exigência.
      Não deixe de levar cópia do seu visto e dos seus carimbos de entrada nos EUA juntamente com a documentação dos seus filhos.
      Bjs,
      Fernanda

  10. Sueli Rosa em

    Bom dia Fernanda! Adorei o seu blog e já compartilhei com amigos.

    Minha historia é o seguinte:
    Entrei nos Estados Unidos em Abril de 2000 para uma viagem na Disney com visto de turista. Fiquei ilegalmente até 2002, quando fiz uma viagem rápida e vim até o Brasil (achei que não iria entrar e ser barrada, mas deu certo e voltei para os EUA) neste período tinha emprego com declaração de IR, carteira de motorista e alguns bens em meu nome e também tenho um filho que nasceu em 2005. Voltei para o Brasil em Janeiro de 2009. Agora estou em fase de solicitação de visto novamente. e minhas perguntas são as seguintes e agradeço imensamente se puderes responder.
    Ainda não se passaram 10 anos de Estadia no Brasil (lei do perdão ) acha que devo esperar?
    Menciono as entradas e omito as saídas no meu DS 160?
    Já tirei o passaporte do meu filho americano em SP e inclusive já foi visitar os EUA ano passado. Acha que devo mencionar ele no meu DS160 ou omitir e colocar somente o outro que nasceu no Brasil?
    Sou casada por 16 anos e meu marido também morou comigo por todo esse tempo lá e vai tirar comigo e a mãe dele vai ser a Sponsor da viagem por ter uma considerável renda como Desembargadora, acha que tenho chances de conseguir? Ela também tem visto e com muitos carimbos dos EUA e de outros países, devo levar o passaporte deles? Eu tenho emprego fixo e meu marido é autônomo, preciso levar tudo nosso ou apenas os comprovantes dela?

    Desculpe tantas perguntas, para você ver como estou nervosa antes mesmo de ir.

    Agradeço o retorno.

    • Fernanda Knopp em

      Que bom que curtiu, Sueli e obrigada por compartilhar! 🙂
      Nem sempre é preciso esperar 10 anos, o problema é que a única forma de saber se já pode ou não ter o visto é fazendo a solicitação. 🙁 Se tiver insegura e não tiver pressa para viajar, espere até início do ano que vem, quando completará 10 anos do seu retorno.
      No DS-160 você terá que dizer que já esteve nos EUA e aí colocar datas de chegada e tempo de permanência. Complicado querer colocar informações diferentes da realidade, pois eles provavelmente terão seu histórico.
      No DS-160 não há campos para declarar filhos. Precisaria mencionar apenas se um deles estivesse morando nos EUA, bem como qualquer outro parente que esteja vivendo lá. Mesmo que a ideia seja ele viajar com você, você pode omiti-lo no campo sobre companhias de viagem, se preferir, pois as informações sobre planos de viagem, incluindo companhias, podem ser apenas estimados. De qualquer forma, não acho que isso fará muita diferença e considere que eles podem saber que você tem um filho americano, mesmo sem você falar.
      Você até pode colocar sua sogra como sponsor, mas isso pode não ajudar em nada. Primeiro que eles sempre desconfiam disso e depois que é muito mais importante você comprovar que tem vínculos fortes com o Brasil do que comprovar renda, seja sua ou do sponsor. O fato de sua sogra ter visto e registros de entrada nos EUA e outros países não ajuda, a não ser que ela vá viajar com vocês.
      Na entrevista, devem levar toda documentação que comprove renda e vínculos com o Brasil de vocês. Por exemplo: contra-cheques, declaração IR, extratos bancários, carteira de trabalho assinada, documento de posse de bens, matrícula em faculdade etc. Levem também a documentação da sua sogra, caso a indiquem como sponsor no DS-160.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

      • Olá Fernanda, muito obrigada pela suas respostas!
        Vou tentar mais para o final de ano e seja o que Deus quiser. Volto aqui para dizer se deu certo. Vou seguir suas dicas. Bjs e muito obrigada. Seguirei acompanhando o seu blog.

  11. Gabriel Alves em

    Boa tarde, tenho 23 e estou querendo ir para orlando nas ferias, sou sócio do meu pai em uma empresa, mas não trabalho nela, sou apenas estudante e vai ser minha mãe que ira custear minha viagem, será que tem algum problema ?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Gabriel. Tudo bem?
      Imagino que você more com seus pais, portanto, como você é bem novo e ainda não trabalha, não tem problema colocar sua mãe como pagante da sua viagem. Você até poderia mencionar essa sociedade com seu pai, mas acho que só faria sentido se você recebesse algum rendimento pela empresa.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  12. Mirian Da Silva De Souza em

    Olá pessoal do Blog, obrigada pelas dicas
    vou fazer entrevista em janeiro de 2018, quero viajar por 5 dias no pacote decolar e passar meu aniversario que é em abril em Nova York a escola onde trabalho vai me dar 10 dias de férias para essa viajem já combinado com a direção mesmo eu tendo apenas 9 meses que trabalho lá, sou professora infantil e pagarei pelas horas posteriormente em desconto nas férias de julho…
    O real motivo da minha viajem é porque quero conhecer um rapaz da internet ele mora em ohio e vai a Nova York me encontrar… devo mencionar isso ou não?
    volto apos os 5 dias pois passei em concurso e aguardo chamada, não tem a menor chance de eu estender a estadia por lá como posso provar meu retorno ?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Mirian. Tudo bem?
      Eu não mencionaria esse rapaz que encontrará lá, pois acho desnecessário. Não é relevante e poderia levantar outras questões no momento da entrevista.
      Leve na entrevista a convocação referente ao concurso que passou e peça para a escola te dar uma carta informando seu período de férias. Eu peguei uma carta dessas quando fui tirar meu visto. Não quer dizer que precisará mostrar esses documentos, o mais comum é que não peçam para ver nada, mas é sempre bom ter o máximo de documentos possíveis em mãos.
      Claro que você deve levar também sua carteira de trabalho assinada, últimos contra-cheques, declaração de IR (se tiver), extrato bancário e tudo mais que comprove sua situação financeira e bens.
      Bjs e boa sorte!

  13. Olá Fernanda! Parabéns pelo blog!! E feliz 2018…
    Minha dúvida é a seguinte: Vou tentar tirar o visto pela segunda vez, só q agora estou indo com minha irmã (pretendemos ir á Disney). Bom, eu preenchi minha DS-160 e já agendei minha entrevista, ela porém ainda esta tirando o passaporte, portanto, não sei como fazer para que consigamos ir juntos no momento da entrevista. Como deve ser preenchido a DS-160 dela?? É feita separada né? Será que é possivel marcamos pra irmos juntos na entrevista?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Rafael. Obrigada! Um feliz 2018 para você também! 🙂
      Depois que ela receber o passaporte dela, ela preenche o DS-160, paga a taxa e agenda na mesma data e horário que você. Chegando na fila do Consulado, vocês avisam que fizeram o agendamento separado, mas marcaram no mesmo dia/horário e que, portanto, gostariam de entrar juntos. Dificilmente separarão vocês, até porque fazendo juntos o tempo deles será poupado.
      Se quando ela for marcar não tiver mais disponibilidade no mesmo dia/hora que sua entrevista, você remarca a sua e ela marca a dela para o mesmo dia/hora em seguida. Caso seu agendamento atual esteja muito próximo e ainda falte tempo para sua irmã receber o passaporte dela, você já pode remarcar sua entrevista mais pra frente para que ela consiga pegar a mesma data/hora.
      Boa sorte pra vocês!
      Bjs,
      Fernanda

  14. Tenho 27 anos e recebo 1000,00 reais por mes e estou querendo ir Pra nova York com minha irma e amigos, meu pai vai custear a viagem da minha irma de 21 anos, devo colocar que ele custeará a minha viagem tbm mesmo ja tendo 27 anos ou eu mesmo pagando a viagem mesmo com salario baixo?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Emilli. Tudo bem?
      Em geral, eles esperam que pessoas que trabalham paguem a própria viagem, mas como você vai com sua irmã e seu pai já vai pagar a parte dela, pode ficar menos estranho ele pagar a sua também. Você e sua irmão farão o processo do visto juntas? Se sim, melhor. É bom também ter certeza de que a renda do seu pai é suficiente para pagar a viagem das duas, ou isso pode não ajudar em nada.
      De qualquer forma, muito mais importante do que comprovar renda (seja sua ou do seu pai), é convencer de que você e sua irmã tem vínculos fortes com o Brasil. Será isso que definirá a concessão ou não do visto de vocês.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  15. Ruben cunha em

    Fernanda vamos lá ,

    Comprei as passagens hotel e aluguel de carro , pra mim e minha noiva , iremos casar em outubro/2017 , iremos iniciar para fazer o passaporte e o visto , perguntas ;

    Menciono que já comprei as passagens ?
    Posso agendar junto com ela , para comprovação de renda ser maior , pois os 2 vão rachar ?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Ruben!
      Na solicitação do visto eu não recomendo que mencione já ter as reservas da viagem. Não te ajudará em nada e, em alguns casos, pode até atrapalhar. Não é necessário e nem recomendado que a pessoa faça reservas antes de ter o visto em mãos, mas como já fez, basta não mencionar se isso não for perguntado. Não costumam perguntar sobre isso na entrevista até porque eles já esperam que a pessoa não tenha reservas, mas se perguntarem aí você deve dizer a verdade.
      As informações de viagem preenchidas no formulário DS-160 podem ser apenas estimadas, portanto, mesmo quem não tem reserva alguma coloca local de hospedagem e período de permanência desejada nos EUA. Então, você pode fornecer esses dados sem “entregar” que já tem as reservas.
      Podem sim agendar a entrevista junto com sua noiva. Em geral, o ideal é fazer junto mesmo.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  16. LARISSA ROCHA em

    Adorei o blog!!

    Tenho algumas dúvidas… Meu pai já mora nos Estados Unidos há 30 anos, legalmente. Tenho 3 irmãos americanos. Já fui visita-lo mas não tenho como comprovar. Foi em 92 e não tenho mais o passaporte.
    Tenho 34 anos, trabalho com carteira assinada na mesma empresa há 7 anos, estou comprando apartamento e pretendo ir com minha filha de 10 anos passar o natal de 2018 com ele. Um agente de viagem me disse para nao mencionar meu pai. Mas não sou uma boa mentirosa e acho que ficaria muito nervosa tendo que esconder isso, principalmente pelo medo de poderem saber a verdade, já que ele está no país documentado e o nome dele consta nos meus documentos.
    Eu realmente só quero ir a passeio, nunca pensei em morar lá. Isso pode me atrapalhar a conseguir o visto para mim e minha filha?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Larissa. Que bom que curtiu. Fico feliz! 🙂
      Sinceramente não entendo essas “dicas” de mentir/omitir coisas no processo do visto. Fico chateada quando vejo isso. Pode ter certeza que tem muito mais gente tendo o visto negado por mentir/omitir coisas e se enrolar durante a entrevista, do que pelo simples fato de ter parentes lá. As pessoas tem o visto negado por não conseguirem comprovar vínculos com o Brasil, simples assim, tendo ou não parentes nos EUA. Ter parentes não ajudará ou atrapalhará, desde que o solicitante do visto tenha as condições necessárias.
      Não tem como não mencionar seu pai, uma vez que o DS-160 pergunta claramente se você tem pai ou mãe morando nos EUA e, para negar isso, você estaria contando uma mentira daquelas e que muito provavelmente seria descoberta. Você não tem nada a esconder e tem todo direito de querer visitá-lo.
      No processo, eles analisarão sua situação geral, especialmente vínculos (trabalho, bens etc). Tudo que informar no formulário e falar na entrevista será considerado como um todo. Se eles entenderem que seus vínculos com o Brasil são suficientemente fortes, seu visto será aprovado, independente dessa questão do seu pai.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  17. Caroline em

    Ola Fernanda!
    Sou estudante de fisioterapia, tenho 21 anos, e meu pai quer me presentear com a viagem de férias para Orlando em Agosto de 2018 por 15 dias, ele ira custear tudo (ele é motorista possui uma média salarial de 2 mil e 500 reais, possuímos casa própria, carro e moto no nome dele, e também um valor considerável na poupança).
    Irei junto de uma amiga (que já foi pra lá a uns dois anos atrás). Porém, ouvi dizer que por conta da idade pode ocorrer alguma reprovação por eles. Você acha que as chaces de ser negado o visto é grande? No formulário eu devo colocar que irei acompanhada dessa minha amiga, ou melhor dizer que vou sozinha?

    Desde já, agradeço.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Caroline. Tudo bem?
      Primeiramente, desculpe pela demora em responder. Tive um problema com meu computador e isso atrasou as respostas aos comentários.
      A idade isoladamente não é um problema, mas quando além da idade há falta de comprovação de vínculos, isso pode dificultar a aprovação do visto. Estar estudando é uma forma de vínculo, agora se será suficiente ou não, somente o agente consular poderá determinar.
      Acho melhor dizer que vai com sua amiga, pois ela tem visto e já esteve nos EUA. Inclusive é bom levar cópia do visto e carimbos de entrada dela.
      Na entrevista, leve comprovantes de renda e bens do seu pai.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  18. Thais Alessandra dos Santos em

    Olá Fernanda, tudo bem? Vou para Disney em agosto de 2018. Tenho um bar na minha cidade, sou sócia dele, trabalho nele como bartender. Não tenho conta em banco, recebo tudo em dinheiro pelo meu trabalho lá. Será que seria necessário eu abrir uma conta em banco? Ainda não marquei minha entrevista, estou bem receosa, tenho problema com ansiedade. Vou com meus pais, minha prima e o marido dela, todos tem visto, meus pais já foram três vezes pro eua e minha prima e o marido dela não. Ganho em torno de 1600 a 1800 reais por mês, depende do mês. Minha empresa tem 1 ano. Tenho mais uns 20 sócios e a minha mãe é uma das minhas sócias. Vc acha que tenho chances de conseguir o visto? Um abraço

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Thais. Tudo bem e você?
      Vamos às respostas:
      1) Seria bom ter algum registro de entrada sim, para o caso de solicitarem comprovante de renda durante a entrevista, mas aí você já teria que ter essa conta há um tempo para ter extratos de pelo menos uns 3 meses. Se não der tempo de fazer isso e te perguntarem sobre seu pagamento, explique sua situação.
      Essa sociedade é registrada? Se for, leve o contrato social. Não há problemas em ser autônoma ou empresária (mesmo que de forma não registrada), o problema mesmo é não saber explicar sua situação na hora da entrevista de forma clara, então treine certinho o que vai falar. Explique-se da forma mais sucinta e direta possível e só dê maiores detalhes se for solicitado.
      2) Na entrevista costumam perguntar se os acompanhantes de viagem tem o visto, por isso, o fato da sua família já ter o visto pode te ajudar. Leve cópia do visto e dos carimbos de entrada nos EUA deles.
      3) Sua renda é mediana, isso não deve ser um problema.
      4) Você tem chances sim, mas como falei, essa questão do seu trabalho deve ficar muito clara durante a entrevista (se for questionada sobre isso, claro). Quando os agentes consulares não entendem algo ou quando a pessoa não sabe se explicar direito, se enrola, se contradiz, eles podem negar o visto simplesmente pelo fato de acharem que a pessoa está mentindo.
      Quanto à ansiedade, o conselho que posso te dar é se preparar para a entrevista como se estivesse indo para uma entrevista de emprego. Aqui no post tem as perguntas que costumam fazer, então treine suas respostas. Se antecipar ao que pode ser perguntado te deixará mais calma lá na hora, pois você saberá exatamente o que e como responder. Eu fiz dessa forma, pois também sou muito ansiosa e estava morrendo de medo antes da minha entrevista.
      Te desejo boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

      • Thaís Alessandra dos Santos em

        Muito obrigada por me responder Fernanda.
        Eu vou entrar no contrato social em janeiro. Até o momento o bar está irregular na forma de pagamentos. Lá só consta 4 sócios no papel por enquanto, agora que estamos nos organizando pra arrumar isso. Queríamos transformar em cooperativa e acabou encaminhando para uma empresa. Todos os investidores investiram o mesmo valor, mais até sair toda a documentação e burocracia só tem 4 sócios. Então alguns vão virar sócios e outros vao receber por MEIz Eu não sei explicar direito, mais é mais ou menos isso. Esse é meu problema, não saber explicar na hora se precisar. Mais enfim, se eu abrir a conta em janeiro, em cima da hora, vou ter que explicar tudo isso provavelmente?

        • Fernanda Knopp em

          Então, nem sempre o agente consular pede para ver comprovantes de renda. Você pode abrir a conta, levar extratos e isso nem ser solicitado, não tem como saber. De qualquer forma, na entrevista o certo é levar o máximo de comprovantes de renda, bens e outros vínculos que tiver, para garantir.
          O problema, no seu caso, é que podem estranhar caso solicitem algum comprovante e você diga que não tem nenhum. Ter uma conta recém aberta também não ajuda muito, pois parece que a pessoa abriu a conta e colocou dinheiro lá só pra mostrar na entrevista.
          Em relação ao seu negócio, seria bom você arrumar uma forma de encurtar essa história. Ao invés de se declarar empresária (o que formalmente você não é), fale que trabalha nesse estabelecimento, por exemplo. Veja se tem como emitir recibos para você, como prova de pagamento dos últimos meses. Claro que o que você vai falar na entrevista depende do que colocou no DS-160. Se lá colocou que é empresária, precisará falar o mesmo na entrevista. É complicado… não sei bem como você poderia explicar sua situação, mas pelo menos tente recibos ou algo que te ligue ao bar e comprove sua renda.
          Não há nada de errado na sua situação, a questão é que eles não tem muita paciência e nem tentam entender a agente. Como a situação está confusa até pra você, acho que precisa definir bem certinho o que vai falar, mesmo que não seja exatamente a realidade. Nesse caso, não é mentir ou omitir, mas resumir essa história para não gerar desconfiança.
          Bjs,
          Fernanda

          • Thais Alessandra dos Santos em

            Você tem toda razão. Inclusive estou pensando em dizer que meu pai que vai pagar minha viajem. Ele me disse que me colocou no imposto de renda dele como dependente dele. Ele vai viajar cmg, ele tem condicoes de pagar a viajem, posso falar que ele vai pagar passagem aérea, hospedagem e aluguel de carro, mais dinheiro pra levar pra lá, eu quem vou levar e que ele está me dando essa viajem de presente de 25 anos. Então eu acho que seria mais fácil eu dizer que ele vai pagar minha viajem e levar o imposto de renda dele, os estratos bancários dele… enfim, tudo que poderia comprovar que ele pagará, caso peçam. Até pq quem tá pagando os boletos da viajem é ele, eu dou o dinheiro pra ele pagar. A viajem está no nome da sogra do marido da minha prima. Pq ela que teve que ir fechar a viajem pra gente em outra cidade, pq todos nós moramos em cidades diferentes, aí ela que precisou fechar a viajem. Eu acho que não preciso provar que já estou pagando viajem, até pq eles normalmente perguntam pra onde pretente viajar. Então pensei na hipótese de colocar meu pai.

            • Fernanda Knopp em

              Oi, Thais.
              Você pode dizer que seu pai pagará sua viagem, mas isso não elimina a possibilidade de te questionarem sobre seu trabalho, portanto, ainda assim você pode precisar explicar direitinho sua situação. Se vai dizer que ele pagará a viagem, isso precisa estar informado também no DS-160, no campo apropriado. Nesse caso, na entrevista, leve o imposto de renda dele e tudo mais que possa comprovar a renda e bens dele. Como ele vai viajar com você, é melhor ainda, pois faz muito mais sentido ele pagar a viagem.
              Não precisa levar comprovantes da viagem fechada, pois nem é recomendado ter reservas antes de ter o visto em mãos.
              Peço desculpas pela demora em responder. Meu computador pegou um vírus e eu não estava podendo logar no blog para responder os comentários. Espero que a resposta tenha chegado a tempo.
              Bjs e boa sorte!

              • Fernanda, muito obrigada pelas dicas! Agradeço imensamente pela ajuda e por sua paciência em responder todos os questionários. Muito sucesso pra vc sempre. Que Deus ti abençoe. Obrigada de coração, um abraço.

  19. Boa tarde, Fernanda, tudo bem?
    Minha entrevista no consulado está marcada para o dia 27/12, gostaria de tirar algumas dúvidas, se vc puder me ajudar:
    – Trabalho na prefeitura municipal de Santos-SP, mas não coloquei isso no formulário, pois sou professora de Educação Infantil, então, ao invés de colocar Government, coloquei Education, na parte sobre a profissão. Fiquei na dúvida se Government era apenas governo ou se estendia à prefeitura e preferi colocar Education mesmo. Vc acha que vale a pena mencionar isso na entrevista, se ele perguntar o que faço? Tipo “Sou professora de Ed. Infantil pela prefeitura…” Acha que pode dar alguma problema, por eu ser da prefeitura e não ter mencionado isso no formulário?
    – Pretendo ir para Disney, por 10 dias, sozinha e custear minha própria viagem. Minha renda é de 4.500. Acha que esse perfil é adequado para ter o visto aprovado? Li em algum lugar que uma pessoa jovem (tenho 27 anos), que diz que vai para a Disney sozinha, pode soar estranho.
    Ufa, ficou grande! Desculpe e desde já, muito obrigada!

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Lais. Tudo bem?
      1) Acho que tinha que colocar “Education” mesmo. Se te perguntarem sobre seu trabalho durante a entrevista (geralmente perguntam) você pode falar como mencionou “professora de educação infantil pela prefeitura”.
      2) Acredito que suas condições são boas sim e, na minha opinião, sua idade já não sofre tanto “preconceito” para conseguir o visto. Se vai sozinha, não vejo problemas em mencionar isso. Hoje em dia muita gente tem ido pra Orlando solo (eu sou uma dessas pessoas… rs), então já não deve soar tão estranho.
      Bjs e boa sorte!

  20. Ana Beatriz em

    Bom dia Fernanda.
    Estou com passagens compradas para Orlando (março/2018). Pretendo ir com minha filha (6 anos) e meu marido. Meu marido ainda está com o visto americano válido e esteve nos EUA a trabalho recentemente. Não é meu primeiro visto americano, já estive no país apenas uma vez, mas o meu visto anterior está vencido há anos. Vou pedir visto para mim e nossa filha. Sou funcionária pública concursada com renda de R$ 6.500,00. Meu marido trabalha em uma multinacional e tem renda acima de R$ 15.000,00. Ele vai pagar as despesas maiores, mas também vou usar do meu dinheiro. Não temos conta conjunta. A dúvida é: facilita mencionar a renda familiar, já que as duas rendas somadas alteram bastante a situação familiar? Devo dizer que ele vai pagar a viagem?
    Obrigada desde já

    • Fernanda Knopp em

      Ana, como sua renda é boa, você poderia perfeitamente ser a pagante da viagem, mas acho que você deve dizer a verdade. Portanto, se é ele que vai pagar a maior parte das despesas (passagem, hotel etc), deve colocá-lo como pagante sim.
      Você não mencionará a renda familiar, será assim: a sua renda será declarada no DS-160, na página sobre sua ocupação. Seu marido será mencionado na página sobre a viagem, onde pergunta sobre quem pagará as despesas. Você não colocará a renda dele, pois não há campo para isso, mas possivelmente isso será questionado na entrevista. Sendo assim, leve os comprovantes de renda e bens dele e seus. Responda e mostre apenas o que for solicitado.
      Leve também sua certidão de casamento, cópia do visto e carimbos de entrada nos EUA do seu marido (isso deve te ajudar) e não deixe de levar seu passaporte com visto anterior.
      O fato de não terem conta conjunta não interfere em nada.
      Você não deve ter problemas para conseguir o visto.
      Bjs e boa sorte!

  21. Hey Fernanda,em março fui na tentativa de tirar meu visto de estudante pra fazer inglês durante 1 ano e iria ficar em Utah e meu visto foi negado.O “porquê” que fui negada não sei pq eles não falam ,mas acho que foi por causa de alguns fatores: Um deles acho que foi eu não ter preenchido meu ds-160(minha mãe fez pra mim) e por isso teve uma confusão de endereços,eu estava em um endereço e minha mãe em outro e eu falei que morava com ela.Uma pitada de nervosismo,porque o Consul foi super duro comigo e antes de me atender ele sorria e até conversava com as outras pessoas que foram entrevistadas.E por não estar trabalhando e nem estudando na época ,porque tinha acabado de me mudar de São Paulo pro Rio de Janeiro.
    E agora vou tentar novamente ! Estou trabalhando na empresa da minha família,agora só pedi 4 meses pra ficar lá e tanto eu quanto minha spousor temos o valor pra arcar com todos os custos.
    Quais dicas você me dá?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Danielle. Tudo bem?
      O motivo eles nunca falam mesmo, mas tem grandes chances de ter sido mesmo pelas inconsistências entre o conteúdo do formulário e o que falou na entrevista.
      Acho que na situação atual, suas chances estão maiores sim. Tudo que você pode fazer agora é ter muita atenção no preenchimento do DS-160 e se preparar para a entrevista lendo e relendo o formulário. No dia leve todos os documentos que comprovem vínculos e renda seus e do seu sponsor.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  22. Olá Fernanda, gostei muito do seu site, está me ajudando muito, mas vamos lá…
    Vou viajar ano que vem a turismo para a Disney com o meu namorado, que inclusive, irá me bancar.
    Depois do preenchimento da ds160, no site para pagar a taxa e fazer o agendamento, posso fazer um cadastro com o nome dele e depois me adicionar como outro solicitante? E nós podemos fazer a entrevista juntos? Ou o melhor é fazer separado?

    Muito obrigada desde já.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Beatriz. Obrigada! Fico feliz em saber que está curtindo o blog. 🙂
      Sim, podem cadastrar um e depois acrescentar o outro e assim pagarão a taxa e agendarão a entrevista para os dois de uma vez só.
      Vocês não tem obrigação de fazerem juntos, mas como é ele que pagará sua viagem, acho mais indicado estarem juntos na entrevista.
      Boa sorte para vocês!
      Bjs,
      Fernanda

  23. Oi Fernanda, boa tarde, achei ótimo o blog claro e objetivo.

    Minha situação é a seguinte: Semana que vem vou fazer a entrevista, coloquei no formulário que não conheço ninguém nos EUA e que eu mesma irei pagar minhas despesas.Falei que pretendo ficar em Nova York por 10 dias.O dinheiro que tenho minha mãe que vai me emprestar, será que vai pegar mal eu falar isso , visto que ela depositou o dinheiro esse mês pra mim?
    Outra coisa pensando positivamente que serei aprovada, eu coloquei no ds160 que iria ficar em um hotel em NY por 10 dias mas pretendo ficar lá só 2 dias e depois vou para Massachusetts para a casa da minha tia(o qual não mencionei pra não dar ruim). A pergunta é la na imigração o que eu falo? e se eles pedirem a reserva de 10 dias para o hotel?
    Outro detalhe tenho imoveis, porém estão em nome do meu esposo mas como somos casados é meu também, certo??
    Outro detalhe, meu esposo e minha filha não irão comigo, isso pode ser um problema?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Lais.
      Obrigada! Fico feliz em saber que curtiu o blog! 🙂
      Em geral, eles não perguntam sobre ter dinheiro guardado para viajar, eles querem saber mesmo sobre sua renda, então essa questão da sua mãe ter depositado para você não deve fazer diferença. O que costumam pedir como comprovação de renda são contra-cheques e declaração de imposto de renda, se não tiver nada disso pode apresentar extrato bancário, mas eles estarão buscando por depósitos mensais referentes à sua atividade profissional. De qualquer forma, nem sempre pedem para ver comprovantes.
      A informação de tempo/local de hospedagem inseridas no DS-160 podem ser apenas estimadas e não serão checadas no momento da chegada nos EUA. No formulário da imigração você deve colocar apenas o primeiro endereço de hospedagem. Os oficiais não tem perguntado sobre local de hospedagem, apenas checam o que colocou no formulário. Se perguntarem sobre isso, você pode falar que ficará 2 dias em Nova York e depois seguirá para Massachusetts. Aí, só se perguntarem mais especificamente sobre sua segunda cidade de destino é que você deve detalhar dizendo que ficará na casa da sua tia. Limite-se a responder o que for perguntado.
      Se são casados, os bens do seu marido são seus também. Pode responder que possui bens, se perguntarem, mas aí leve comprovantes desses bens e certidão de casamento.
      Viajar sozinha não deve ser um problema para a concessão do seu visto.
      Bjs e boa sorte!

    • Conta como foi… minha situaçao é praticamente igual a sua. Mas eu falei que ficarei hospedada na casa da minha amiga em Boston.

  24. Jessica Pires em

    Boa noite!
    Eu tentei tirar meu visto porém, ele foi negado.
    Vou tentar de novo, senso que dessa vez paguei um despachante pra ajudar no processo.
    Tem alguma dica para o meu caso?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Jessica. Tudo bem?
      Se você contratou um despachante, ele provavelmente te dará todas as dicas para você conseguir ter seu visto aprovado. O que eu recomendo para quem teve o visto negado, é só tentar novamente se:
      – alguma coisa mudou positivamente na sua situação financeira ou seus vínculos com o Brasil se tornaram mais forte, por ter arrumado um emprego melhor, ter começado a estudar ou coisas do tipo.
      – identificou que cometeu algum erro de preenchimento do DS-160 ou falou algo errado ou confuso na entrevista e acha que corrigindo essas falhas pode conseguir o visto.
      Se nada mudou e acha que não fez nada de errado no primeiro processo, seu visto pode ser negado novamente. Geralmente, a primeira coisa que perguntam na entrevista de quem está tentando o visto de novo é: “o que mudou desde a última vez que solicitou o visto?”. Prepare-se para responder isso.
      Te desejo boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  25. Ola boa noite.
    tenho uma duvida, eu e meu esposo pretendemos tirar o visto esse mes.
    Temos uma micro empresa que como é MEI esta somente no nome dele, e não temos uma movimentação bancaria dos últimos 3 meses por que a empresa é nova, abrimos em agosto e todo dinheiro que pegamos não movimentamos em banco.
    Acha que isso sera um ponto muito negativo?
    Tambem tenho duvida pra preencher meu formulário nesse quesito, ja que o MEI esta somente no nome dele.
    Desde ja agradeco.

  26. Matheus Vasconcelos em

    Olá Fernanda, boa noite, primeiramente parabéns pelo blog, EXCEPCIONAL!
    Tenho 20 anos de idade e pretendo visitar os estados unidos ano que vem, solicitei meu passporte e assim que chegar pretendo dar entrada no visto. Tenho um pouco de receio quanto a ir tirar o visto e não sei é melhor eu ir sozinho ou levar algum familiar comigo (Eu pretendo viajar sozinho).

    As minhas condições são as seguintes, tenho carro e moto, emprego na mesmo empresa a 4 anos e faço faculdade. Uma das minhas principais dúvidas é quanto a renda, em carteira possuo registro de pouco mais de 1200 reais mas possuo outra fonte de renda que faz com que chegue a 2300, 2500 mês, porém essa, a unica forma que tenho de declarar é através de movimentação bancária visto que não tenho empresa aberta e os serviços que presto não emito nota nem nada… isso pode de alguma forma me prejudicar? Outra coisa, domínio no inglês pode influenciar de maneira positiva na aprovação do visto?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Matheus. Obrigada! Fico muito feliz em saber que você curtiu o blog! 😉
      Não entendi se falou em levar algum parente para viajar ou para a entrevista do visto. Na entrevista você não pode levar ninguém. Somente solicitantes do visto podem entrar no Consulado/Embaixada. Acompanhantes só para menores de idade.
      Agora, tirar o visto junto com parentes costuma ser bom, especialmente quando os familiares tem boa renda e bons vínculos com o Brasil. Se ninguém mais da sua família está pretendendo tirar o visto, o jeito é encarar o processo sozinho mesmo.
      Eu considero mais importante ter vínculos fortes com o Brasil (emprego fixo, bens, estar estudando etc) do que ter uma renda alta, portanto, você tem chances. Você pode mencionar sua segunda fonte de renda se quiser, mas se pedirem pra ver comprovantes durante a entrevista, podem sim implicar pelo fato da comprovação de sua renda extra ser somente por movimentação bancária. Não é que não possa comprovar dessa forma, mas eles pegam um pouco mais no pé.
      Se quiser declarar as 2 rendas, coloque sua ocupação principal na página sobre emprego e no último campo dessa página (“Briefly describe your duties”) você descreve seu emprego principal e acrescente que possui renda extra fazendo x e ganhando em média x. Nesse campo você pode colocar as informações que achar relevantes.
      Falar inglês fluente não ajuda e eles nem costumam perguntar sobre isso. Lembrando que não é aconselhado falar nada que não seja perguntado. Inclusive, se souberem disso, podem querer fazer a entrevista em inglês, o que, em geral, não é bom… rs Aconteceu com um amigo meu há uns anos atrás e o bichinho ficou tenso!!! rs
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  27. Bom dia, minha irmã tem 15 anos e está com a entrevista agendada. Meus pais não poderão comparecer e eu vou acompanhá-la na viagem. Ela pode fazer a entrevista sozinha ou preciso de uma declaração dos meus pais?
    Desde já muito obrigado

  28. thamires em

    Olá,parabéns pelo blog.. as informações são muito úteis..
    bom eu e meu noivo pretendemos entrar com o pedido do visto de turista,eu sou estudante e estou na metade do curso e consto como sócia de uma empresa aberta a mais de 3 anos,e ele é produtor rural,e irei colocar no ds-160 que ele arcara com as despesas da viagem.. porém estou com medo por causa de sermos jovens.. eu tenho 20 anos e ele 23. voce acha que pode ser um fato complicador? E li que em alguns casos o fato de ser agricultor pode complicar na comprovação da renda.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Thamires.
      Obrigada! Fico feliz em saber que está curtindo o blog. 🙂
      Eu acho sim que pessoas jovens tem mais dificuldades de tirar o visto, mas isso não significa que vocês não irão conseguir. Se provarem ter bons vínculos com o Brasil (emprego, bens, faculdade, empresa em seu nome etc) e tiverem uma renda razoável, há possibilidades de terem o visto aprovado.
      A comprovação de renda pode ser feita por extrato bancário, contra-cheque, imposto de renda, recibos etc. O que seu noivo tiver. É claro que quando é um emprego registrado em carteira, a comprovação é mais fácil, mas muitas pessoas que são autônomas, por exemplo, conseguem o visto, desde que consigam comprovar a renda e a atividade exercida de alguma forma.
      Boa sorte para vocês!
      Bjs,
      Fernanda

  29. fabiane martins em

    ola, minha sobrinha quer comemorar seu aniversario de 15 anos na disney. ela eu seus pais já conseguiram o visto.
    eu com meus filhos, minha irmã com filho e meus pais gostariamos de ir. no formulario devo informar que vou viajar com ela, e na entrevista é aconselhavel dizer que o motivo da viagem e comemorar o aniversário de 15 anos da minha sobrinha. devo levar copia do visto deles. obrigado.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Fabiane. Tudo bem?
      No formulário você pode acrescentar todas as pessoas que irão com você na viagem. Recomendo que você leve cópia dos vistos dos que já possuem, pois o agente consular costuma perguntar se os acompanhantes já tem o visto e pode pedir para ver as cópias.
      Pode dizer que pretende ir a Orlando com sua família para comemorarem os 15 anos da sua sobrinha, apenas procure responder tudo de forma bem direta, sem se estender muito.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  30. Bom dia! Preenchi Ds160 dizendo ir pra Miami. Decidimos mudar os planos e vamos pra NY. Tem algum problema em relação a imigração?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Yuri. Tudo bem?
      Nenhum problema. Com o visto em mãos você pode viajar para onde quiser dentro dos EUA.
      Bjs,
      Fernanda

  31. Gabriel em

    Boa noite Fernanda, antes de tudo, parabéns pelo blog, muito interessante!!

    Estou com minha entrevista marcada, tenho 20 anos e vou com minha namorada para Disney, estou no 5º semestre da minha faculdade, e faço estágio há 2 meses, porém ela quem vai custear toda a viagem. Gostaria de saber quais documenações que devo levar, meu pai é empresário também, levo os documentos da empresa, pro labore dele e documentos bancarios da minha namorada? Tenho possibilidade de ter meu visto aprovado?

    Muito obrigado!

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Gabriel. Obrigada! Fico feliz em saber que curtiu o blog! 🙂
      Se sua namorada irá pagar pela sua viagem, você não precisa levar a documentação do seu pai. Pode até levar, até porque, nesse caso, é sempre melhor pecar pelo excesso do que pela falta, mas não deve ser necessário.
      Leve comprovante da sua faculdade e estágio, comprovação de renda da sua namorada e o que mais tiverem para comprovar vínculos com o Brasil, como bens, por exemplo.
      Possibilidade de conseguir o visto sempre há, mas é claro que eles consideram muitas questões para aprová-lo. Demonstrar que tem vínculos com o Brasil costuma ser o mais importante.
      Boa sorte para vocês!
      Bjs,
      Fernanda

  32. Anderson em

    Olá, Fernanda!

    Obrigado pelas dicas. Pretendo viajar para Disney ano que vem com meu namorado. Ele não trabalha, só estuda, eu iria bancar toda a viagem dele. Acha que teria algum problema de conseguir o visto, por ser um amigo/namorado pagando a viagem ao invés de um familiar?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Anderson. Tudo bem?
      Não tem problema. Muitos namorados(as) se declaram pagantes da viagem do outro. Isso, isoladamente, não impedirá que consigam o visto.
      Como você pagará a viagem dele, o ideal é fazerem o processo juntos. Geralmente, mesmo casais não casados conseguem fazer a entrevista juntos.
      O mais importante é preencher o formulário com muito cuidado e, na entrevista, levar comprovantes de vínculos com o Brasil (faculdade dele, seu trabalho…) e de sua renda. Se tiverem bens também levem os comprovantes.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  33. Rodrigo Dutra em

    Fernanda, Bom Dia!! … Parabéns pelo excelente trabalho de dicas e informações, Uma opinião sua por favor, estou planejando uma viagem a Orlando, vistos em Janeiro próximo, Sou corretor de imóveis portanto “Autônomo”, minha esposa CLT e minha mãe que irá conosco, aposentada com renda minima, o fato de Eu não possuir uma renda regular ou registro de emprego, irá atrapalhar na concessão do visto ?? o que acha?
    Muito Obrigado!
    abs
    Rodrigo

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Rodrigo. Obrigada. Que bom que gostou do blog! 🙂
      Acredito que isso, isoladamente, não irá interferir negativamente na obtenção do seu visto. Se você tiver como comprovar sua renda e atividade, o simples fato de ser autônomo não deve te prejudicar.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  34. Boa tarde, estou com problemas, finalizei o formulário DS 160 , agendei as CASV e entrevista para 23 e 23/10/17, passagens compradas para SP , hotel pago.
    Mudei de emprego,e o formulário está com as informações do antigo. Como faço agora ?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Gra. Tudo bem?
      Você tem 2 opções: deixar como está, levar os documentos do novo emprego e falar isso na entrevista (se perguntarem sobre seu emprego e renda) ou preencher um novo DS-160. Fazendo um novo, acho que você não conseguirá alterar o código do formulário na página do agendamento, mas aí basta levar a nova página de confirmação ao CASV, informando que refez o formulário e eles mesmos irão trocar o código.
      Bjs,
      Fernanda

  35. Luiz Gustavo em

    Olá, primeiramente parabéns, o seu Blog é show de bola. Uma duvida um pouco cuidadosa, a uns 8 anos atrás comprei um celular roubado (sem saber, óbvio), responde a processo por receptação, cumpri a pena como o Juíz solicitou, pena aberta, só precisava comparecer ao Forúm todo mês, enfim cumpri. Hoje sou empresário, tem uma renda boa, carro em meu nome etc. No formulário eles perguntam sobre incidentes penais, eu preciso realmente responder que SIM, naquela pergunta, ela causa um certo constrangimento.
    Obrigado

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Luiz. Obrigada! Fico feliz em saber que curtiu o blog. 🙂
      Entendo que seja constrangedor, até porque é algo que já ficou no passado, mas a pergunta no DS-160 é sobre qualquer tipo de condenação ao longo da vida, mesmo que já tenha sido resolvida. O certo seria marcar sim e aí abre um campo para explicar o que aconteceu, onde você pode informar o ano do ocorrido e o que mais achar relevante.
      Sua situação atual, como renda e bens, podem ser o suficiente para que consiga o visto, apesar dessa questão.
      Não sei até que ponto eles verificam antecedentes e se há risco de marcar não.
      Te desejo boa sorte.
      Bjs,
      Fernanda

  36. Raul Freitas em

    Olá, boa tarde, moro com meus padrinhos e estamos planejando ir ate Miami, meus padrinhos são funcionários públicos e de remuneração relativamente alta, eu por outro lado tenho o salario baixo, eles vão costear a maioria da viagem, poderemos fazer a entrevista juntos ? ou sera separados ? tem alguma dica para me dar ? kk
    Desde ja agradeço e gostei muito do Blog, abraço !

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Raul. Fico feliz em saber que gostou do blog. 🙂
      Se vocês moram na mesma casa, podem e devem fazer a entrevista juntos. As dicas que posso te dar são bem gerais: primeiro, preencher o DS-160 com todo cuidado, aí, na entrevista, levar todos os documentos que comprovem renda e bens de vocês, responder apenas o que for perguntado e de forma direta, sem enrolação, além de, claro, falar exatamente o mesmo que colocaram no formulário.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  37. Valdo Luiz da Silva em

    Boa tarde,
    Meu filho de 21 anos e estudante universitário e esta tirando visto para acompanhar a avo materna de 71 anos para viajarem como turistas a Nova York. A própria avo ira custear toda a viagem. A matricula dele na faculdade esta trancada. Tenho uma prima que mora em Lowell. Caso perguntem se tem parentes morando nos Estados Unidos, deve informar. Talvez possam ir visita-los, pois, não e tao longe de Nova York. Tem alguma dica para facilitar na hora da entrevista. Considerando o que lhe informei. A entrada para o passaporte dele esta agendada para dia 16/10. Quanto tempo acha que levara para conseguirmos agendar a entrevista na imigração em Sao Paulo, considerando que o passaporte ficara pronto aproximadamente apos o dia 26/10. Meu filho e minha sogra estão fazendo todo o processo juntos com datas e horários. Acha que haverá algum empecilho para o visto do meu filho. Afinal sera um presente da avo.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Valdo. Tudo bem?
      No formulário há uma pergunta sobre ter outros parentes nos EUA, ou seja, parentes que não sejam diretos, como pais e irmãos. O certo seria ele responder que sim, principalmente se pretendem visitá-la. O fato de seu filho ser bem jovem e estar com a faculdade trancada pode ser ruim, pois ele não terá comprovação de vínculos. Ele não trabalha ainda, certo? O que pode ajudar, é ele estar fazendo o processo com a avó, que além de já ser uma senhora (o processo acaba sendo mais tranquilo para ela), também irá bancar a viagem dele. Se ela tiver uma condição legal, pode ser o suficiente para os 2 conseguirem o visto.
      Olhei agora e, para São Paulo, está com espera de apenas 1 dia útil para marcar a entrevista. Você pode acompanhar isso aqui: https://travel.state.gov/content/visas/en/general/wait-times.html/. É só digital o nome da cidade que quer verificar, no caso, Sao Paulo, sem til mesmo.
      Não existe uma dica infalível para a entrevista. O importante é eles responderem o DS-160 bem certinho e, na entrevista, responder exatamente o mesmo que colocaram no formulário. A entrevista costuma ser um momento tenso, mas é preciso manter a calma e ser direto e seguro nas respostas. Também devem levar todos os documentos que comprovem vínculos com o Brasil e renda.
      Desejo boa sorte para eles!
      Bjs,
      Fernanda

  38. Eliana Cassiano em

    Olá estou preenchendo o questionário… Minha filha está a passeio em Orlando, volta em janeiro… Devo colocar isso no questionário? Que tenho parentes nos EUA?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Eliana.
      No meu entendimento você deve colocar que sim, pois há a opção “nonimmigrant” no campo “Relative’s Status” que se abre ao marcar sim. Você deve preencher o nome da sua filha e selecionar “child” no campo “Relationship to You”. Se perguntarem sobre isso na entrevista, basta explicar que ela está em Orlando à passeio.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  39. Olá, boa tarde! Parabéns pelas informações prestadas!!
    Estou com uma grande dúvida, eu e meu companheiro (não somos casados no papel) pretendemos dar entrada no visto com o intuito de fazer enxoval de bebê. Somos servidores federais, ele cursa faculdade pública, porém no início do ano ele realizou uma viagem com um grupo de pesca para o Sudão na África, um país extremamente muçulmano. Será que o visto dele vai ser negado por causa disso após o decreto do Trump que trata de restrições a 7 países da África, dentre eles esse país?
    E o pior, o maior medo é barrarem ele na imigração do aeroporto lá, isso seria ainda mais difícil por comprar as passagens, hotel e td mais.
    Será que mesmo com os vínculos que citei no país esse carimbo de ter ido para o Sudão pode causar esse tipo de coisa? Devemos arriscar?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Amanda. Obrigada! Fico feliz em saber que está curtindo as dicas!
      Primeiramente, desculpe pela demora em responder. Estava viajando e fiquei sem acesso ao blog por um período.
      Eu acho que o fato de ele ter ido para o Sudão pode gerar muitas perguntas, mas se ele explicar direitinho podem sim conseguir o visto, já que a situação de vocês parece ser muito boa. No DS-160 de homens pergunta sobre viagens para outros países. O certo seria dizer a verdade, né.
      Conheço pessoas que já foram para lugares “polêmicos” e depois conseguiram ir para os EUA normalmente, algumas vezes passando por um certo interrogatório, mas nada demais.
      Na imigração, não sei se eles tem como saber que seu marido já esteve no Sudão, mas se por acaso perguntarem, mais uma vez, basta explicar do que se tratou a viagem.
      Sinceramente não sei o quanto isso pode gerar problemas para vocês, já que na atual gestão eles estão um pouco mais exigentes. Acho que o jeito é tentar.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  40. Janaina em

    Boa tarde! Minha filha tem 17 anos já está com entrevista visto marcada, Ela pretende ficar 6 meses ma casa do tio dela, voltar após esse período para começar o cursinho, isso significa só vai começar em Junho de 2018.Não sei como comprovar que ela vai voltar, eles podemo negar o visto achando que ela pretende ficar por lá. Não consigo fazer inscrição dela no cursinho antes dela ir pra lá. Ela vai em janeiro volta junho

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Janaina. Desculpe pela demora em responder. Estava viajando e acabei ficando sem acesso ao blog por um tempo.
      Não tem muito o que fazer, na verdade. Durante a entrevista pode ser que ela tenha oportunidade de explicar isso.
      Quando a pessoa não tem como comprovar vínculos com o Brasil o visto pode sim ser negado. O jeito é torcer para que tudo possa ser esclarecido na entrevista.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  41. Jucilene em

    Bom dia Fernanda, tudo bem? Em primeiro lugar, maravilhoso seu site, extremamente útil e você super atenciosa!
    Minha dúvida é a seguinte, minha sobrinha de 16 anos viajará sozinha para Baltimore e ficará na casa de seu tio (meu cunhado). A princípio ficaria 1 mês, e foi o que a minha cunhada informou no formulário de requisição do visto. Porém os planos mudaram e ela ficará 6 meses. Ela deve preencher novo formulário informando que ficará 6 meses ou apenas informar na entrevista que houve mudança de planos é suficiente? A entrevista já está marcada para metade de setembro. Ela irá somente a passeio mesmo. Muito obrigada!

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Jucilene. Obrigada! Que bom que está curtindo o blog. Fico muito feliz! 🙂
      Primeiro, desculpe pela demora em responder. Eu estava viajando e acabei ficando sem acesso ao blog por um tempo.
      Acho que o ideal é refazer o DS-160 para evitar confusão. Ela pode manter o agendamento atual e simplesmente levar a página de confirmação do novo DS-160 ao CASV, informando que tem um novo formulário.
      Bjs,
      Fernanda

  42. CARLOS VIEIRA em

    Bom dia! Gostaria de tirar uma duvida. Eu e meu namorado estamos programando para viajar para cancun em setembro/2018. Mas ambos não temos visto, e as escalas dos voos são todos para o EUA, então, necessito do visto deles. Gostaria de saber se reservo apenas hotel, levo o comprovante da reserva para comprovar mesmo, pois da passagem eu não quero comprar sem ter o visto sabe? O que você me indica? acha que conseguimos ?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Carlos. Desculpe pela demora em responder. Estava viajando e fiquei sem acesso ao blog.
      Você não precisa ter reserva de nada para solicitar o visto americano. É muito comum precisar do visto americano para viagens para outros destinos, já que muitas cias aéreas fazem conexão nos EUA, então não tem com o que se preocupar.
      Vocês só precisam decidir se vão tirar o visto de trânsito ou o de turismo. Se futuramente pretendem viajar para os EUA, o ideal seria tirar logo o de turismo, já que o processo para ambos é o mesmo.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  43. Fernanda amaro em

    Eu vou para a disney e como não trabalho nao tenho renda,sera o meu pai que vai custear a viajem, será que isso será um ponto negativo?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Fernanda. Tudo bem? Peço desculpas pela demora em responder. Estava viajando e fiquei sem acesso ao blog por um período. 🙁
      Se não está trabalhando, você não tem alternativa, ou seja, precisa mesmo citar uma terceira pessoa como pagante da sua viagem.
      Avalie se é o melhor momento para você solicitar o visto, pois o grande problema nem é você não ter renda, mas sim a sua possível falta de vínculos com o Brasil. Não adianta seu pai ter uma renda legal para te sustentar, mas você não conseguir provar que tem vínculos suficientes aqui.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  44. Bom dia Fernanda tudo bem?
    Vou dar entrada no meu visto, vou tirar meu visto sozinha porém fiquei com algumas dúvidas.
    Vou com uma amiga pretendemos viajar para Disney mas ela não tem visto nem passaporte, eu já Tenho passaporte, devo informar o nome dela no formulário no campo de quem irá viajar comigo? E também dizer na entrevista?
    Espero pela sua resposta.
    Bjs

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Thah. Tudo bem e você?
      Pode informar o nome dela sim. Se na entrevista perguntarem se ela já tem o visto, basta dizer que ainda não.
      Bjs,
      Fernanda

    • Obrigada por esclarecer minha dúvida flor.
      Preenchi o formulário só fiquei preocupada na parte onde pergunta sobre trabalho coloquei que sou estudante, no caso de quem vai custear minha passagem seria minha mãe, depois que preenchi os dados do meu curso tinha uma pergunta de qual seria minha renda deixei em Branco coloquei como não se aplicava deveria ter colocado a renda da minha mãe? Que no caso Seria ela que vai custear minha viagem? Fiz errado por não ter colocado nada?
      Estou preocupada :/

      • Fernanda Knopp em

        Está certo o que você fez. O campo do salário deve mesmo ficar em branco, já que você é estudante. Se colocou sua mãe como pagante da sua viagem, a renda dela pode ser perguntada durante a entrevista. Leve os comprovantes de renda.
        Bjs!

  45. Alessandra Pereira em

    Oi Fernanda! As suas dicas tem sido muito importantes para mim. Meu passaporte vence em 24/jun/2018 e minha viagem a Disney será em jan/2018. Preciso tirar novo passaporte antes de solicitar o visto? Obrigada.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Alessandra. Que bom que está curtindo as dicas! Fico feliz! 🙂
      Você não precisa tirar um novo passaporte já que sua viagem será antes do vencimento dele. Agora, por questão de praticidade, o ideal seria tirar um novo sim, pois dessa forma visto e passaporte terão validade de 10 anos. Se tirar o visto no passaporte atual, já no meio do ano que vem você precisará de um novo e aí, nas próximas vezes que for aos EUA, terá que viajar com 2 passaportes: o que contém o visto e o novo passaporte. Eu viajo com 2 e acho bem chato. rs
      Bjs,
      Fernanda

  46. roberta schaefer em

    Oi Fernanda!
    Muito útil seu site e suas dicas obrigada.
    Mas ainda fiquei com algumas duvidas:
    Minha viagem foi programada em cima da hora pq meu namorado tirou ferias sem planejar muita coisa ele tem passaporte português então ele só precisou avisar que está indo e eu estou tirando o meu visto hoje tirei a foto e colhi as minhas digitais amanhã é minha entrevista no consulado como a progamação pra viagem e no final desse mês, eu já saio de la sabendo se tive o visto aceito?
    e é ele quem vai custear minha viagem como ele já comprou as passagens dele é importante que eu leve?
    estou aguardando a entrevista para comprar a minha passagem.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Roberta.
      Você fica sabendo a resposta no final da entrevista. Apenas em raros casos pode haver processo administrativo mesmo após o visto ter sido aprovado no momento da entrevista.
      Você pode levar as passagens dele, se quiser, mas dificilmente perguntarão sobre isso.
      Espero que tenha dado tudo certo!
      Bjs,
      Fernanda

  47. Bom dia Fernanda, tudo certo?

    Tenho entrevista marcada para o dia 08/08 no consulado, em POA. Tem alguma informação de como está a situação de aprovação de vistos por lá?

    Uma dúvida, tenho 22 anos, sou assistente de mkt e pretendo ir para Nova York, ficar 14 dias. A viagem será custeada pelo meu pai, que é aposentado.

    Você acha que existe algum problema em ter o visto negado? É preciso levar minha ctps ou somente holerite já resolve?

    Aguardo.

    Obrigado.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Lucas. Tudo bem e você?
      Não conheço ninguém que tenha feito o processo em POA, mas, na verdade, acho que não há taxa de aprovação/reprovação maior em nenhum dos consulados.
      Em relação à sua situação, não tenho como afirmar se conseguirá ou não, pois são muitos fatores que determinam aprovação de um visto.
      Em geral, eles questionam maiores de idade que trabalhem sendo custeados pelos pais, especialmente se não moram mais com eles. Se seu pai tiver uma boa renda e você ainda morar com ele, pode dar mais certo. Prepare-se para responder perguntas como: o que sei pai faz/o que ele fazia antes de se aposentar, quanto ganha, onde moram, se tem irmãos e coisas do tipo. Eles têm perguntado isso para quem mora com os pais e/ou será bancado pelos pais.
      É bom levar a carteira de trabalho também. Em geral, não pedem para ver nada, mas é bom estar preparado com toda documentação possível.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

  48. Fernando Will em

    Mais uma pergunta… caso eles perguntem da situação (se tem ou n visto) da minha companhia na viagem, sabendo que ela é canadense (logo n precisa de visto) tem algum problema eu falar que ela é canadense? ou tem uma possível “rixa” e isso dificultaria a minha aprovação!!
    Grato.

    • Fernanda Knopp em

      Nunca pensei sobre isso, Fernando, mas acredito que não tenha nenhum problema. Geralmente perguntam com quem vai, aí pode dizer amiga, parente, seja lá o que ela for sua. Se perguntarem se essa pessoa tem o visto, pode dizer que não, pois ela é canadense, assim já fica bem explicado. Se puder, leve uma cópia do passaporte dela no dia da entrevista.
      Bjs,
      Fernanda

  49. Fernando Will em

    olá Fernanda, eu estava preenchendo o formulário e chegou uma parte em que solicitam informações/previsões para a viagem!! mas eu ainda não tenho a previsão em mente.
    como devo preencher esse quesito? devo criar uma previsão? isso terá algum problema?
    grato!

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Fernando.
      Você precisa preencher esses dados, mas pode ser tudo estimado. Coloque quando gostaria de viajar, tempo de permanência e o endereço de um hotel que provavelmente ficaria. Não tem problema se os planos de viagem mudarem depois, pois você não é obrigado a ter nenhum planejamento de viagem quando vai solicitar o visto. Isso é mera formalidade. Se perguntarem sobre isso na entrevista, responda exatamente com colocou no formulário e pode dizer que é apenas uma previsão.
      Bjs,
      Fernanda

  50. Adriano S em

    Ola boa tarde Fernanda

    Peguei meu visto e o visto da minha esposa e os dois filhos para visitar minha sogra que mora na califórnia a 19 anos queria saber se caso quando eu chegar lá e tiver uma oportunidade de trabalho, se eu posso tirar o visto de trabalho la mesmo no USA ou terei que voltar para o brasil e resolver isso? Sendo que já tenho uma proposta mas minha sogra falou que eu tinha que ir como turista pra ver se eu iria me adaptar.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Adriano. Tudo bem?
      Mudar o status de um visto de turismo para trabalho é bastante improvável, até porque só a aprovação de um visto de trabalho demora meses.
      Geralmente, quem solicita essa troca de status tem visto de estudante ou intercambista, o que faz muito mais sentido, pois a pessoa passa anos nos EUA e pode eventualmente receber uma proposta de trabalho. Se desconfiarem que você foi aos EUA como turista já com intenções de conseguir um emprego, isso poderá ser um problema. A solicitação da troca do tipo de visto nunca deve ser algo premeditado.
      Independente de estar nos EUA ou aqui, obter um visto de trabalho é sempre difícil. Ele deve ser requerido e patrocinado por uma empresa americana e isso, só as grandes fazem. Além disso, os EUA possuem um limite anual de aprovação desse tipo de visto. As empresas só conseguem a aprovação para contratar profissionais altamente qualificados, para justificar ao governo americano estarem contratando um imigrante e não um cidadão americano.
      Se cumprir os requisitos e a empresa realmente puder emitir um visto de trabalho para você, esta te orientará sobre como proceder.
      Bjs,
      Fernanda

  51. Boa noite Fernanda,
    Já tenho meu visto e meu marido fará a entrevista em breve para tirar o seu. Gostaria de saber se posso entrar com ele no dia da entrevista para ajudá-lo?
    Obrigada!

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Simoni. Tudo bem?
      Apenas solicitantes de visto podem entrar. Acompanhantes só são aceitos no caso de menores ou pessoas com necessidades especiais.
      Não esqueça de tirar cópia do seu visto e de carimbos de entrada nos EUA (caso tenha) para seu marido mostrar na entrevista, se necessário.
      Bjs,
      Fernanda

      • Muito obrigada! Vou providenciar as cópias sim! Vc acha q isso ajuda na aprovação do visto dele?

        • Fernanda Knopp em

          Oi, Simoni.
          Se ele está tirando o visto para viajar com você, levar a cópia do seu visto e seus carimbos de entrada poderão ajudar ele sim. Normalmente, o agente consular pergunta se a pessoa com a qual vai viajar já tem o visto e quando a resposta é sim, ele pode pedir para ver o documento.
          Quando minha mãe foi tirar o dela, levou cópia do visto e carimbos de entrada meus e da minha irmã (íamos viajar as 3) e o agente consular pediu pra ver tanto o visto quanto os carimbos. Com certeza isso ajudou na aprovação do visto dela.
          Bjs e boa sorte pra seu marido!

  52. MARCOS JUNIO LOPES DE SOUZA em

    Olá estou gostando bastante do seu conteúdo, porém me restaram algumas duvidas.
    *Meu sogro vai ser custeador da viajem, é um presente que ele deu para o neto conhecer a Disney, nosso filho tem 10 meses. Eu e meus familiares temos boa renda porem quem vai pagar é ele devo deixar ele como custeador por ser a verdade ou colocar que sou eu?
    *Devo levar meu filho na entrevista?
    *Caso decidirmos ir para outro destino depois do visto aprovado, como NY, podemos fazer?

    #Muito obrigado!

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Marcos. Que bom que está curtindo o blog! 🙂
      – Não tem problema colocar seu sogro como pagante, mas na minha opinião, se vocês tem boa renda essa é uma informação desnecessária. Acho que você deve colocar o que for te fazer sentir mais seguro na hora da entrevista, pois tendo uma boa situação, vocês não deverão ter dificuldades para conseguir o visto, de uma forma ou de outra.
      – Não precisa levar seu filho no CASV ou na entrevista. Ele é tão novinho e esses locais estão sempre tão cheios… melhor poupá-lo.
      – Não há problema em viajar para um lugar diferente do que colocou no formulário e falou na entrevista do visto. O destino e período de viagem mencionados durante o processo podem ser apenas estimados. Com o visto em mãos, você viaja quando quiser (durante sua validade) e para onde quiser nos EUA.
      Bjs,
      Fernanda

  53. Ana Keila em

    Boa tarde
    Vou viajar com minha irmã e vamos tirar o visto juntas. Cada uma precisa preencher um DS-160?

    • Fernanda Knopp em

      Sim, Ana. Cada uma deve preencher e enviar um formulário DS-160. Após isso, vocês deverão ir em outro site para pagar a taxa (uma para cada) e fazer o agendamento do CASV e entrevista. Nesse momento é que vocês irão fazer o cadastro de uma e depois adicionar a outra, para poderem agendar a entrevista juntas.
      Bjs,
      Fernanda

  54. Bom dia Fernanda. Parabéns por nos ajudar com tantas orientações. Ganhamos, eu e meu marido, uma viagem para a Disney. Somos aposentados mas eu contínuo trabalhando sem vínculo empregatício, tenho somente os recibos. Você acha que tem algum problema?faremos a entrevista juntos? Ao mesmo tempo? E, por favor, o comparecimento ao CASV é mesmo necessário? Teremos que ir a São Paulo duas vezes? Obrigada pela ajuda. Abraço.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Helen. Obrigada. Fico feliz em poder ajudar! 🙂
      Em relação à estar trabalhando sem carteira assinada, não tem problema, se for necessário você pode apresentar os recibos mesmo. No formulário e na entrevista é bom você informar sua renda da aposentadoria e do seu trabalho atual. Quanto maior a renda apresentada melhor, né.
      Você e seu marido podem e devem fazer a entrevista juntos! 😉
      O comparecimento ao CASV é necessário para fazer a coleta de digitais e foto. Que eu saiba, somente em Brasília e Recife é permitido agendar o CASV e a entrevista para um mesmo dia. Se vai fazer em São Paulo, você terá que fazer o processo em 2 dias diferentes, podendo ser a entrevista no dia seguinte ao comparecimento ao CASV.
      Boa sorte!
      Bjs,
      Fernanda

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Aline.
      O certo é preencher em inglês, mas há pessoas que preenchem em português. Não é difícil preencher em inglês usando o Google Tradutor, por exemplo, até porque há poucas perguntas que necessitam de respostas discursivas. Eu recomendo fazer tudo certinho, seguindo a regra do preenchimento em inglês.
      Bjs,
      Fernanda

  55. Boa noite Fernanda, estou querendo ir com minha namorada, ela tem visto, eu ainda não.
    Porém ela está na dúvida se vai ou não, se eu tirar, eu posso ir sozinho depois se quiser?
    Bj

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Sanz.
      Conseguindo o visto, você poderá viajar quando quiser (durante sua validade), para onde quiser nos EUA, sozinho ou acompanhado. Não há problemas em mudar os planos de viagem informados no formulário e entrevista de solicitação do visto. Portanto, não terá problemas informar no processo do visto que viajará com ela e depois acabar indo sozinho.
      Boa sorte com seu visto!
      Bjs,
      Fernanda

  56. Matheus em

    Olá, boa noite. Eu tirei o meu visto ano passado em agosto, porém ainda não viajei para os EUA, pois eu viajaria de férias com os amigos, porém tivemos que cancelar. Há algum problema quanto a isso? Desse prazo ter sido dilatado e eu não mais viajar com os amigos da faculdade. Pois pretendo ir no final de 2017 aproveitar minhas férias.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Matheus.
      Não tem problema nenhum. Tendo um visto válido você viaja quando e para onde quiser nos EUA. Essa mudança de planos não te prejudicará.
      Bjs,
      Fernanda

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Yasmin.
      Já vi pessoas dizendo que preencheram em português e até onde eu soube não tiveram problemas. Acredito que o máximo que poderia acontecer é pedirem para você preencher novamente, mas acredito que não será preciso.
      Bjs,
      Fernanda

  57. Olá, vou pra Victoria no Canadá, que fica ao lado de Seattle… No ds160 coloquei que pretendo ficar em Seattle por dois dias. Gostaria de saber, se na entrevista, quando perguntarem pra onde eu gostaria de ir, se eu posso falar direto que irei ao Canadá e gostaria de conhecer Seattle? Ou isso não seria uma resposta direta?

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Maria.
      Não precisa se preocupar com o que deve falar exatamente, pois preparar muito as respostas acaba não dado muito certo. O ideal é apenas não se alongar nas respostas.
      Se fosse comigo, por exemplo, eu responderia o seguinte: Onde pretende ir nos EUA? Seattle. Quanto tempo pretende ficar? 2 dias. Só 2 dias? Sim, pois na verdade estarei viajando pelo Canadá e quero aproveitar para conhecer Seattle.
      Ou seja, eu sempre respondo só o que é perguntado, quando me pedem maiores esclarecimento, aí sim eu explico. Essa seria a minha forma de responder, mas não há certo ou errado. Passar naturalidade e segurança em suas respostas é o mais importante. O problema de não ser direto é mais para pessoas que se explicam demais e acabam revelando coisas desnecessárias, o que não seria o seu caso. Essa sua questão é bem tranquila.
      Bjs,
      Fernanda

  58. Edson Mauricio Correia em

    Olá Fernanda seu site está muito legal, com muitas informações bacanas. Parabéns!
    Me bateu uma dúvida aqui. Estamos para tirar o visto eu e minha esposa. Não somos casados no civil, mas moramos juntos. Na ficha declaramos que somos solteiros e colocamos o mesmo endereço. Se perguntarem nosso grau de parentesco, o que devo responder? Que somos casados (isso não poderia conflitar com o “solteiro” das fichas)? Que somos namorados? Ou que somos um casal que mora junto?

    • Fernanda Knopp em

      Obrigada, Edson. Que bom que curtiu! 🙂
      No DS-160 existe a opção “common law marriage” (união estável), que seria o caso de vocês. O ideal seria editar o formulário, mas se não der mais tempo, explique na entrevista que vocês são um casal, mas não são casados legalmente. Provavelmente o agente consular perguntará qual a relação de vocês.
      Bjs,
      Fernanda

  59. Olá, gostaria de tirar uma duvida … te sigo nas redes sociais… vc é topppppp!
    Bem, Tô com passagem comprada p dia 10/5 p Miami , tirei meu visto b1/b2 estou indo a negócios(falei no consulado que iria comprar material eletrônico p minha banda) tenho uma banda aqui no Brasil, o que devo falar na hora da imigração ?? Tipo quem vai a negócios pode fazer compras tmb? Ou nem preciso falar o mesmo que falei na entrevista do visto? Até pq não vou com visita marcada a Nenhuma empresa de instrumentos musicais ! Muito obg!

    • Fernanda Knopp em

      Obrigada, Wan! Fico feliz em saber que está curtindo o conteúdo! 🙂
      Tendo o B1/B2 você pode fazer negócios e turismo em uma mesma viagem. Como o ideal é ser objetivo na imigração, você pode dizer simplesmente que o propósito da sua viagem é turismo. Você não precisa dizer o mesmo que falou na entrevista. Em geral, não perguntam detalhes sobre o que a pessoa fará no país, a não ser que desconfiem muito da pessoa. rs
      Se quiser dizer que vai comprar equipamento também não tem problema. Se falou isso na entrevista e concederam seu visto, é porque ele é compatível com este propósito de viagem.
      Bjs,
      Fernanda

    • Fernanda Knopp em

      Em geral, eles não pedem para ver comprovante de hospedagem, até porque não é necessário ter planos de viagem definidos para solicitar o visto. Na imigração também não costumam pedir comprovante, perguntam apenas o endereço. Agora, como é sempre bom ir prevenido tanto na entrevista do visto quando para passar na imigração, você pode pedir para seu amigo lhe enviar uma carta convite. Os EUA não exigem essa carta, mas, nesse caso, é a única forma de você comprovar onde ficará hospedado. Há diversos modelos dessa carta disponíveis na internet, é só buscar no Google.
      Bjs,
      Fernanda

      • Fernanda, a empresa que está assessorando o meu processo de visto me disse pra eu nem tocar nesse assunto de que tenho amigos nos EUA…
        Eu só vou a passeio, mas eles podem achar que ter amigos lá é uma possibilidade pra eu ir e não voltar…

        • Fernanda Knopp em

          Oi, Cajau!
          Você realmente não precisa mencionar isso na solicitação do visto, pois como falei, nesse momento você nem precisa ter planos de viagem definidos, apesar de precisar colocar um local e tempo de permanência estimados no formulário.
          Como você tinha me perguntado como comprovar que se hospedaria na casa de um amigo, te indiquei pedir uma carta convite, mas você pode colocar que se hospedará em um hotel qualquer. Faça da forma que você se sentir melhor e mais seguro.
          Bjs,
          Fernanda

    • Fernanda Knopp em

      Dura em torno de 5 minutos ou até menos. Depois de entrar no Consulado/Embaixada você até pode esperar um pouco até chegar sua vez, mas a entrevista em si é muito rápida.
      Bjs,
      Fernanda

Deixe seu comentário! Respostas em até 5 dias. Todas as mensagens são moderadas.