10 dicas para economizar em Orlando

Google+ Pinterest +

A alta do dólar está pesando no bolso e fazendo muita gente repensar seus planos de viajar para Orlando. Ir a menos parques, ficar menos dias, ir numa época mais barata… Todas as estratégias são válidas para que você consiga realizar sua viagem dos sonhos.

Encontrar as melhores promoções de passagens, hotéis etc é essencial, mas é importante também se preparar para os gastos durante a viagem, que podem facilmente sair do controle.

Tudo por lá é muito lindo, as comidas muito boas, as compras quase inevitáveis… É muita tentação! Mesmo assim é possível economizar em Orlando, seguindo algumas dicas básicas.

Comida

1. Supermercados

No dia que chegar, vá a um supermercado Walmart ou Target e compre pães e outras coisas para o café da manhã, além de besteirinhas como chocolates, biscoitos, balas e tudo mais que você gosta de beliscar pra levar na mochila e comer ao longo dos passeios. Você vai gastar muuuito menos do que se deixar pra comprar dentro dos parques. Se no seu quarto tiver um microondas, melhor ainda, porque dá pra comprar as mais variadas comidas congeladas que são super baratas e gostosas. São ótimas para aqueles dias em que você não tem forças nem pra sair pra jantar. Você descansa e economiza!

2. Dollar menu

Quando for a um restaurante fast-food como McDonald’s, Burger King, Taco Bell ou Wendy’s, por exemplo, procure pelo “dollar menu” ou “value menu”, que são itens vendidos por apenas 1 dólar ou pouco mais que isso. Eu gosto tanto de junk food que até me emociono com esses preços! 😛

3. Restaurantes nos parques

Economizar em Orlando - restaurantes quick service

Pizzafari, restaurante counter service no Animal Kingdom

Se não tiver jeito e for comer dentro dos parques, escolha restaurantes do tipo “counter/quick service” (serviço de balcão ou serviço rápido), pois nestes a comida é mais barata e não é cobrado o serviço (cerca de 18%), como nos restaurantes “table service” (serviço de mesa). Existem ótimas opções de restaurantes desta categoria em todos os parques.

Ah, os sites e aplicativos dos parques sempre informam o tipo de cada um de seus restaurantes, então se ficar na dúvida, pesquise antes de ir.

Se quiser uma ajudinha para escolher, clique nos links a seguir para ver quais são os melhores restaurantes “quick service” da Disney, Universal, Sea World e Busch Gardens com faixa de preços, cardápio e sugestões de pratos.

 Bebidas

4. Canecas/copos refil

O Sea World, Busch Gardens e Aquatica vendem copos a partir de US$ 8,99 que dão direito a refil de refrigerante ilimitado pagando apenas 99 centavos por refil. Esses copos podem ser usados por mais de um dia e até em viagens futuras em todos esses parques.

Nos parques da Universal é a mesma coisa, você compra um copo a partir de US$ 8,99 e depois compra os refis por 99 centavos. Esses copos também podem ser usados em visitas futuras aos 2 parques da Universal: Universal Studios e Islands of Adventure.

Economizar em Orlando - copos refil Cabana Bay

Copos refil Cabana Bay

Também há a opção de adquirir um copo da Coca-Cola por US$ 15,99 que tem refil ilimitado e gratuito somente para o dia da compra. Ele pode ainda ser reativado para usar em outro dia pagando mais US$ 8,99. Nesse sistema você mesmo enche seu copo nas máquinas Coca-Cola Freestyle espalhadas pelos parques.

A Disney possui um sistema de refil nos restaurantes “quick service” dos seus hotéis. A caneca pode ser comprada por US$ 17,99 e vale por todo o período de sua estadia. Ela dá direito a refis ilimitados de refrigerante, café, chocolate quente, chá, suco (tipo de caixinha), creme para por no café e isotônico. Esta caneca vale a pena se estiver pretendendo fazer uma ou mais refeições no restaurante do hotel diariamente. Cada bebida avulsa custa uns 3 dólares, então faça as contas.

Há ainda um sistema de refil nos paques aquáticos da Disney: Blizzard Beach e Typhoon Lagoon. A caneca dá direito a refis ilimitados de refrigerantes somente no dia da compra da caneca. Ela custa US$ 9,99 e se quiser usar num outro dia em qualquer um dos dois parques aquáticos, leve a caneca e pague mais US$ 5,99 para reativar.

No hotel Cabana Bay Beach Resort da Universal também há um copo para refis ilimitados que funciona igual a caneca da Disney, mas custa de US$ 8,99 (para 1 dia) a US$ 17,99 (para 4 dias ou mais).

Importante: nas máquinas de bebidas dos hotéis e nas máquinas Coca-Cola Freestyle, você pode usar qualquer copo ou garrafa para encher com água e gelo, que são sempre gratuitos para todos. Na verdade, nos Estados Unidos você pode pedir um copo de água em qualquer restaurante, bar, lanchonete etc gratuitamente (água da bica e não de garrafa, claro).

5. Não compre água nos parques

Economizar em Orlando - Coca-Cola Freestyle

Máquina da Coca-Cola Freestyle

Falando em água, uma garrafinha dentro dos parques custa cerca de 3 dólares, então o ideal é evitar. Como não dá pra encarar um dia de parque sem beber muita água, você tem 2 opções para economizar:

– Compre água no supermercado (Walmart, Target). Há pacotes com 24 garrafas de 500ml por cerca de US$ 3,50. Uma diferença absurda… É muita economia!

– Leve uma garrafa vazia e use para encher nos vários bebedouros dos parques. Procure os que ficam na sombra, pois estes terão água mais fresquinha. Ou melhor ainda, encha sua garrafa nas máquinas Coca-Cola Freestyle (Sea World, Universal e Busch Gardens) com água geladíssima.

Locomoção

6. Gaste menos com o carro

Descobri por experiência própria que é super possível não alugar carro em Orlando e fiz até um post falando sobre isso. Clique aqui para ver. Essa é uma ótima opção, mas claro que não é pra todo mundo.

Economizar em Orlando - van da Alamo

Van que leva os hóspedes Disney até a Alamo

Se não der ou não quiser dispensar o carro totalmente, planeje-se para alugar o carro por apenas uma parte da sua viagem. Por exemplo: se vai se hospedar num hotel da Disney, você terá transporte grátis do aeroporto para o hotel, não tem porque já sair com o carro alugado do aeroporto. Aí, vá a todos os parques da Disney e Disney Springs aproveitando o transporte também gratuito do hotel nos primeiros dias e só depois pegue o carro para então fazer os outros parques e as compras. Há inclusive uma van da Alamo que pega os hóspedes nos hotéis Disney e os leva até a locadora para pegar o carro.

Outros hotéis também oferecem estes e outros transportes gratuitamente, basta se informar antes de ir.

Lembre-se que a despesa com o carro não é só o aluguel, tem a gasolina, estacionamento (geralmente US$ 20 por parque) e pedágios, então quanto menos ficar com o carro, menos gastos você terá.

Dinheiro

7. Evite o cartão de crédito

A cotação do dólar não está nada boa: muito alta e nunca se sabe a variação que vai sofrer. Nessas épocas de muita incerteza, dê preferência a comprar dólares e usar dinheiro vivo para pagar suas despesas em Orlando. Deixando o cartão de crédito de lado você economiza 6,38% de IOF, então use-o somente para emergências.

Se preferir não andar com dinheiro por lá, faça um cartão de débito pré-pago (travel money), pois mesmo não fugindo do IOF, pelo menos você saberá exatamente o valor do câmbio que vai pagar e terá um limite para gastar.

Ah, hotéis e locadoras de veículos registram um cartão de crédito no check-in como garantia de pagamento. Isso acontece mesmo que você já tenha pago por tudo antecipadamente, neste caso, como garantia de cobrir despesas extras que você venha a fazer. Porém, ao final, você pode escolher pagar em dinheiro/débito, basta solicitar no momento do check-out. Eu sempre faço dessa forma e nunca tive problemas.

Informe-se com seu hotel/locadora de veículo sobre esta possibilidade.

Compras

8. Leve muitos cupons

Economizar em Orlando - lojas

Não esqueça os cupons!

As lojas dos EUA sempre oferecem promoções. Existem épocas, como o Black Friday ou o feriado Memorial Day em que os descontos são ainda melhores, mas pode ter certeza que você encontra cupons de desconto para o ano todo.

As lojas enviam cupons por e-mail (para quem se cadastra nos seus sites) ou os disponibilizam nos próprios sites, é só entrar e pegar. Os outlets também oferecem vários cupons, geralmente através de um cadastro.

Veja como conseguir muitos deles no meu post sobre os melhores locais para compras em Orlando. Ah, mas pegue-os já próximo à sua viagem, pois eles costumam ter validade curta.

9. Pesquise e compare preços

Com a alta do dólar, tem muitos produtos que já não valem mais tanto a pena serem comprados nos EUA. Por isso, antes de ir, pesquise os preços dos produtos aqui no Brasil e depois nos sites das lojas de Orlando. Faça a conversão do câmbio e inclua a taxa de 6,5% (sales tax de Orlando).

Tá, quem converte não se diverte… mas atualmente pessoal, não se enganem, tem que converter! Não adianta ir na ilusão de que tudo lá sai mais barato, pois, infelizmente, não sai mais.

Compare os preços entre as lojas de lá também, pois pode haver uma boa variação.

Se quer pechinchar mesmo, vá nas lojas de departamento populares Marshalls, Ross Dress for Less e T.J.Maxx, que são pontas de estoque que vendem roupas e acessórios, até mesmo de marcas super famosas, e ainda itens para casa com preços imbatíveis. Agora, é na base do garimpo, ok?

10. Divirta-se mais, gaste menos

Existem paraísos de compras em muitos lugares do mundo e Orlando ainda é um deles. Agora, lá tem tantas coisas lindas, únicas e emocionantes, que a minha dica principal para economizar tem que ser: foque menos nas compras e mais na diversão!

Economizar em Orlando - magia Disney

É muita magia!

Curta a magia de Orlando, tire muitas fotos, aproveite todos os momentos com sua família e amigos, pois as memórias que você vai fazer serão muito mais valiosas que qualquer bolsa, celular etc!

– – – – – – – – – – – –

Viu só como é possível economizar em Orlando. Pega essas dicas, planeja tudo direitinho e vai com tudo!

*Os valores informados neste post não incluem as taxas.

Compartilhe.

4 Comentários

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Angelica. Tudo bem?
      Selecionar o texto e copiar realmente não é possível, mas você pode salvar a página nos favoritos, assim fica mais fácil voltar ao blog e ler a matéria quando quiser.
      Bjs,
      Fernanda

  1. Carmem Rodrigues em

    Oi Fernanda tudo bem?
    Vi num grupo no facebook que uma pessoa comprou um perfume falso na Ross. Você já ouviu falar alguma coisa dessa loja nesse sentido? Obrigada.

    • Fernanda Knopp em

      Oi, Carmem.
      Já vi pessoas dizendo que compraram perfumes falsos em muitas lojas de Orlando, mas sempre questiono essas informações. Em que a pessoa se baseia para dizer que é falso? Essa pessoa realmente conhece o produto original para saber diferenciar?
      Sinceramente, prefiro confiar nas grandes lojas que estão aí há anos funcionando, com milhares de clientes. Eu nem curto a Ross, mas não acho que se prestariam a vender produtos falsos, já que as leis americanas são bem severas.
      Você deve evitar lojas desconhecidas, sejam lojas de rua ou dentro de outlets. Tem muita loja caça turista em Orlando vendendo produtos falsos e com defeito, mas comprando em grandes lojas você não terá problemas.
      Bjs,
      Fernanda

Deixe seu comentário! Respostas em até 5 dias. Todas as mensagens são moderadas.